Descrição de chapéu The New York Times Livros

Michelle Obama lê seus livros infantis favoritos para crianças presas em casa

Programa da ex-primeira dama dos Estados Unidos é exibido às segundas e transmitido via redes sociais

Mariel Padilla
Nova York | The New York Times

Michelle Obama leu um dos livros infantis que mais ama em voz alta, numa segunda, numa apresentação ao vivo direcionada a centenas de milhares de pessoas que estão confinadas em casa. O momento de leitura virtual foi o primeiro em uma série de quatro semanas chamada “Mondays with Michelle Obama”, segundas com Michelle Obama.

Em parceria com a emissora PBS Kids e os selos infantis das editoras Penguin e Random House, a ex-primeira dama disse que leria alguns de seus títulos infantis favoritos, o que daria às crianças a oportunidade de treinar a leitura e às famílias um descanso muito necessário em meio à pandemia do coronavírus.

mulher negra lê livro
Michelle Obama lê o livro infantil 'O Grúfalo' ao vivo para projeto da rede PBS com os selos infantis da Penguin e da Random House - Reprodução

“Quando eu era criança, adorava ler em voz alta”, disse Obama em nota. “E quando me tornei mãe, era uma grande alegria poder compartilhar da magia de contar uma história com as minhas filhas –e mais tarde, como primeira dama, com crianças de todo o país.”

No primeiro programa da nova série, Obama leu “O Grúfalo”, um livro sobre um camundongo que usa seu senso de humor e imaginação para superar os demais animais da floresta em esperteza.

Ela vai ler “There’s a Dragon in Your Book” (tem um dragão no seu livro), “Miss Maple’s Seeds” (as sementes da senhorita Maple) –ambos sem edição no Brasil–, além de “Uma Lagarta Muito Comilona”, nas próximas semanas, segundo a PBS.

As leituras serão transmitidas ao vivo pela página da PBS Kids no Facebook e pelo canal da PBS no YouTube, além de pela página da Penguin Random House no Facebook, às segundas, às 13h (horário de Brasília).

O casal Obama já falou muitas vezes sobre a influência dos livros em sua vida. O livro de memórias de Michelle Obama, “Minha História”, publicado há dois anos, foi traduzido para mais de 20 idiomas e entrou em listas de mais vendidos do mundo inteiro.

Quando era presidente, Barack Obama leu “Onde Vivem os Monstros”, um de seus livros infantis favoritos, para crianças, no gramado da Casa Branca, na caçada anual a ovos de Páscoa. Em 2011, Michelle Obama leu o mesmo livro para crianças no Royal Castle Child Development Center, em Nova Orleans, como parte de sua iniciativa Let’s Move.

Em meio à pandemia, os pais estão tentando trabalhar de casa e manter em dia a educação de suas crianças, numa era de agendas repletas, horários de brincar com amigos planejados e grades televisivas ordenadas. As crianças estão entediadas e cada vez mais ansiosas sobre parentes e conhecidos que foram contagiados pelo coronavírus.

Muitas editoras de livros infantis estão oferecendo oportunidades de aprendizado virtual para ocupar esse vazio. Os zoológicos e aquários passaram a organizar visitas virtuais. Artistas e atores transmitem espetáculos pela internet. E outras celebridades e figuras públicas estão usando o tempo forçado de parada para ler histórias infantis na internet para crianças.

O ator LeVarBurton, que apresentou o programa “Reading Rainbow” (lendo o arco-íris) na PBS por mais de duas décadas, vem lendo histórias para crianças via Twitter desde 3 de abril. Às segundas, ele lê para crianças, às quartas, para jovens adultos e, às sextas, para adultos.

Tradução de Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.