Iacov Hillel, iluminador e diretor de óperas, morre aos 71 anos

Artista tinha um câncer no fígado e ganhou destaque ao produzir peças sobre a cultura judaica

São Paulo

Morreu, aos 71 anos, o diretor teatral e iluminador Iacov Hillel, na madrugada desta terça-feira (2), devido a complicações causadas por um câncer no fígado. A informação foi confirmada pelo Hospital Cristóvão da Gama, localizado em Santo André, em São Paulo, onde ele estava internado desde domingo (31), após sofrer uma hemorragia no estômago.

Hillel, nascido em Haifa, em Israel, mudou-se para o Brasil ainda na infância. O artista foi professor na Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo, diretor do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e ganhou destaque dirigindo óperas e musicais. Ele também trabalhou temas da cultura judaica em diversas de suas montagens.

O enterro será no Cemitério Israelita do Butantã, em São Paulo, a partir das 13h. ​

Iacov Hillel em estréia da ópera Pelleas et Melisande, que dirigiu com o baritono Yunpeng Wang e a soprano Rosana Lamosa no Theatro Municipal
Iacov Hillel em estréia da ópera Pelleas et Melisande, que dirigiu com o baritono Yunpeng Wang e a soprano Rosana Lamosa no Theatro Municipal - Marcus Leoni/Folhapress

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.