Clube de Leitura Folha discute como livro vencedor do Oceanos ecoa a pandemia

Volta online de encontros atraiu leitores de fora de São Paulo para falar sobre romance da portuguesa Ana Teresa Pereira

São Paulo

Com os encontros presenciais mensais suspensos desde março em respeito ao distanciamento social, o Clube de Leitura Folha voltou a se reunir nesta terça (28), desta vez online.

Foram 40 pessoas reunidas em sala virtual para falar sobre “Karen”, da portuguesa Ana Teresa Pereira, ganhadora do prêmio Oceanos em 2017.

O livro, lançado no Brasil pela Todavia, que conta, em primeira pessoa, a história de uma mulher que um dia acorda numa casa que não reconhece como sua, com reminiscências de outra vida, despertou nos leitores comparações com sensações vividas na pandemia, como a confusão temporal e o isolamento.

Para alguns leitores, a personagem principal, que não se lembra de seu casarão no interior da Inglaterra, nem de seu marido, pode estar sendo enganada por pessoas que querem que ela acredite que está com amnésia. Para outros, a queda sofrida em uma cachoeira é real e pode ter mexido, inclusive, com suas memórias passadas, já que ela se lembra de ser uma mulher solteira em Londres.

A circularidade do livro, para alguns, pode ser um indício de que a memória recente da personagem se apaga de tempos em tempos, e que ela viveria o desconforto novamente por diversas vezes.

Os clubes de leitura reúnem pessoas que compartilham os resultados de uma experiência solitária. Além disso, as reuniões periódicas auxiliam aqueles que querem manter o hábito da leitura ou os que desejam adquirir o costume.

O Clube de Leitura Folha, que tem coordenação de Úrsula Passos, editora-assistente da Ilustrada, se reúne sempre às últimas terças do mês para discutir um livro de ficção.

Na seleção, estão escritores e escritoras brasileiros e estrangeiros, de diversos gêneros. Já foram tema de debates, ao longo dos três anos do clube, livros como "As Rãs", do chinês Mo Yan, "Os Despossuídos", da americana Ursula K. Le Guin, "Americanah", da nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, e a história em quadrinhos "Angola Janga", de Marcelo D'Salete, que participou do encontro na ocasião.

No encontro online, foi possível a presença de leitores de fora de São Paulo. Assim, participaram pessoas de Brasília, do Rio de Janeiro, de Belo Horizonte, de Salvador e de outras cidades.

A convidada foi a jornalista Isabel Coutinho, do jornal português Público. Criadora de um portal voltado à literatura, ela falou sobre a escritora Ana Teresa Pereira, nascida na ilha da Madeira, e sobre como seu universo gira em torno de mistérios e referências ao cinema e à música. Coutinho também falou sobre como a presença de livros de escritores brasileiros em Portugal vem diminuindo nos últimos dois anos.

O próximo encontro será no dia 25 de agosto, às 19h, via Zoom. Basta clicar aqui. O ID da reunião é 910 6674 2744.

O clube discutirá dois livros, "O Estrangeiro", de Albert Camus, e "O Caso Meursault", em que o argelino Kamel Daoud recupera a história dos anos 1940.

Em setembro, o encontro será em torno de "A Resistência", de Julian Fuks, e, em outubro, "Ensaio sobre a Cegueira", de José Saramago. Em novembro, será a vez da ficção científica "Kindred", de Octavia Butler.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.