Descrição de chapéu Televisão

Ator e dublador Pietro Mário, o Capitão Furacão, morre aos 81 anos

Artista foi pioneiro entre apresentadores de programas infantis e emprestou a voz para personagens da Disney

São Paulo

O ator e dublador Pietro Mário Francesco Bogianchini morreu nesta segunda-feira (31), aos 81 anos, no Rio de Janeiro após sofrer uma parada cardiovascular.

Nascido na Itália e naturalizado brasileiro, o artista ficou conhecido por apresentar o programa infantil "Capitão Furacão", sucesso da Globo nos anos 1960. Ele havia contraído o novo coronavírus, mas se curou. Devido a complicações de saúde, no entanto, ele continuou internado.

No currículo de Pietro Mário também estão vários personagens de novelas. Ele integrou o elenco de folhetins como "Sinhazinha Flô", de 1977, e "Olhai os Lírios do Campo", de 1980.

Pietro Mário no programa infantil 'Capitão Furacão'
Pietro Mário no programa infantil 'Capitão Furacão' - Arquivo Pessoal

Entre os trabalhos mais recentes estão participações em "Deus Salve o Rei", "Novo Mundo", "Pega Pega" e "Êta Mundo Bom!", todas da Globo. Pietro Mário também atuou na série da Netflix "O Mecanismo", criada por José Padilha e Elena Soarez.

Entre os mais jovens, pode ser mais fácil reconhecer o ator pela voz. Ele a emprestou a diversos personagens de animações da Disney.

Ele viveu a versão brasileira de Rafiki, de "O Rei Leão", do Governador Ratcliffe, de "Pocahontas", e do Sultão de "Aladdin". Também dublou o Yoda, da saga "Star Wars", Tony Soprano, na série "Família Soprano", e o Capitão Caverna, clássico animado da Hanna-Barbera.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.