Artes de Stik que seriam doadas em Londres são roubadas e colocadas à venda

Obras de artista famoso pelos homens de pauzinhos seriam distribuídas gratuitamente

Londres | Reuters

Milhares de reproduções que o popular artista de rua londrino Stik queria doar à sua comunidade local como gesto de solidariedade durante a crise de Covid foram roubadas, segundo o que informou a polícia metropolitana nesta terça-feira (27).

Stik, conhecido por suas figuras adesivas características, havia arranjado a distribuição de 100 mil réplicas de uma obra intitulada “De Mãos Dadas” a moradores de Hackney, bairro do leste de Londres, na Inglaterra, onde ele mora e trabalha.

Homem mostra papel a outro
O artista de rua britânico Stik assina réplica que foi doada durante a inauguração da escultura "Holding Hands", em Londres, na Inglaterra, em 23 de setembro de 2020 - John Sibley/Reuters

“Depois de tudo que os moradores passaram ultimamente com a Covid-19 e o lockdown, a intenção de Stik era que cada casa de Hackney tivesse uma única cópia do pôster de presente para guardar ou vender”, afirmou um comunicado divulgado pela polícia.

A maioria das reproduções foi distribuída aos moradores, como planejado, assim como um jornal gratuito fornecido mensalmente pela autoridade local, mas um número grande de pessoas não recebeu sua cópia, e pouco tempo depois algumas estavam à venda na internet. ​

Cerca de mil das reproduções roubadas, e adquiridas por fãs do artista, foram devolvidas depois que os compradores souberam que ele não pretendia vendê-las, mas muitas ainda estão desaparecidas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.