Festival de Berlim, um dos mais importantes do mundo, será virtual em 2021

Aumento de casos de Covid-19 na Alemanha forçou uma mudança de planos, diz a revista Variety

São Paulo

O aumento de casos de Covid-19 na Alemanha gerou preocupação nos organizadores do Festival de Berlim, que decidiram fazer a edição de 2021 do evento de forma virtual, de acordo com a revista americana Variety.

Originalmente programada para acontecer entre os dias 11 e 21 de fevereiro de forma presencial, a Berlinale estuda novas datas e formatos para exibir sua programação. Agora, segundo a publicação, a ideia é que os títulos da seção competitiva sejam exibidos pela internet em março.

O mercado de filmes do festival, responsável por facilitar a comercialização das produções que integram a mostra, deve ocorrer simultaneamente, também de forma remota. No começo de junho, os organizadores planejam fazer um festival presencial enxuto, para que outros filmes possam fazer suas estreias mundiais.

Ursos de Prata e o Urso de Ouro, prêmios entregues no Festival de Berlim
Ursos de Prata e o Urso de Ouro, prêmios entregues no Festival de Berlim - Michael Kappeler/AFP

Financiado pelo governo alemão, o Festival de Berlim tinha expectativa de realizar sua edição de 2021 em abril, para esperar por uma melhora no cenário de pandemia. As autoridades, no entanto, não quiseram se comprometer com a promoção de um evento sem terem uma visão clara de como as infecções pela Covid-19 estarão no período.

Além disso, exibidores alemães esperam que o novo filme da saga "007", "Sem Tempo Para Morrer", finalmente estreie em abril, o que impediria que a Berlinale ocupasse várias das salas de cinema da cidade.

Representantes do Festival de Berlim não comentaram as informações publicadas pela Variety e informaram que um anúncio oficial sobre a próxima edição deve ser feito no final da semana.

Um dos principais festivais de cinema do mundo, a Berlinale antecede o Festival de Cannes, que, se for realizado normalmente em 2021, será uma das primeira vitrines cinematográficas do ano. A expectativa é que a mostra francesa mude do tradicional mês de maio para junho ou julho.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.