Descrição de chapéu Cinema

Produções de Hollywood são interrompidas com avanço da Covid-19 em Los Angeles

Cidade superou 7.000 hospitalizações por coronavírus pela primeira vez na segunda-feira (28)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

AFP

A maioria das produções de Hollywood foi interrompida novamente até pelo menos meados de janeiro, anunciou o sindicato da indústria cinematográfica, enquanto os casos da Covid-19 atingem níveis recordes em Los Angeles.

O sindicato disse que a maioria das produções de entretenimento "permanecerá em pausa até a segunda ou terceira semana de janeiro, senão mais tarde", segundo um comunicado enviado aos membros na terça-feira (29).

O anúncio foi divulgado depois que as autoridades de saúde do condado de Los Angeles, na véspera de Natal, apelaram aos cineastas que "considerassem a possibilidade de interromper seus trabalhos por algumas semanas durante esse aumento catastrófico de casos de Covid".

Letreiro de Hollywood em Los Angeles, Califórnia
Letreiro de Hollywood em Los Angeles, Califórnia, em dezembro de 2020 - Patrick T. Fallon/AFP

Los Angeles –o condado mais populoso do país– emergiu como o mais recente epicentro da pandemia de coronavírus nos Estados Unidos, superando 7.000 hospitalizações por Covid pela primeira vez na segunda-feira (28).

O extenso condado de 10 milhões de habitantes registrou quase 750 mil casos, incluindo pouco menos de 10 mil mortes.

A ordem de "ficar em casa" no sul da Califórnia foi prorrogada indefinidamente na terça-feira, com vários hospitais sobrecarregados e obrigados a recusar ambulâncias.

O sindicato conduziu esforços de meses para reativar Hollywood desde seu fechamento inicial em março, coassinando um acordo com os principais estúdios em setembro para aumentar as medidas de segurança contra o coronavírus para seus atores, incluindo testes.

Mesmo assim, as produções de entretenimento de Los Angeles operavam com menos da metade de seus níveis normais em outubro, antes de cair novamente, à medida que os casos de Covid começaram a disparar.

O Film LA, o órgão que concede licenças para produções em Los Angeles, disse que as inscrições para filmes caíram recentemente para "níveis que não víamos desde as semanas após o reinício da produção no verão passado".

Além de algumas dezenas de filmes independentes, poucas produções foram retomadas em Los Angeles neste ano, com a maior parte da atividade de filmagem restrita a comerciais e gravações de videoclipes.

No entanto, produções de alto nível foram retomadas no exterior, incluindo o último blockbuster de Tom Cruise, "Missão Impossível 7", no Reino Unido e na Itália, e séries de TV como "Supergirl" e "Batwoman" no Canadá.

A falta de seguro contra o coronavírus continua a atrapalhar as produções que esperam retomar os trabalhos.

O sindicato disse que garantiria "as precauções adequadas para o período de pausa do feriado, incluindo tempo adicional para testes antes da retomada da produção".

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.