MIS anuncia a extinção do cargo de diretor cultural após a saída de Cleber Papa

Ligado à ópera, ele ainda esteve à frente do Theatro Municipal de São Paulo em 2017

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O diretor cênico e produtor Cleber Papa anunciou que deixará o cargo de diretor cultural do Museu da Imagem e do Som a partir deste mês.

Segundo ele, a decisão da saída se deu por "razões de foro íntimo".

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa afirma que não haverá substituição no MIS.

Com isso, o MIS não terá mais o cargo de diretor cultural. As atribuições da função passam ao diretor-geral Marcos Mendonça.

Cleber Papa, que anunciou que deixará o cargo de diretor do MIS - Mathilde Missioneiro/Folhapress

"Em breve, espero apontar os próximos rumos que, acredito, estarão mais adequados às minhas expectativas pessoais", disse em nota à reportagem.

Antes de ser diretor, Papa ocupou o cargo de curador do programa Notas Contemporâneas no MIS, dedicado a preservar depoimentos de compositores e intérpretes da música popular e erudita.

Mais conhecido no universo da ópera, ele criou e dirigiu dois festivais do gênero no país, o Amazonas de Ópera e o Festival de Ópera do Theatro da Paz.

Foi também diretor artístico do Theatro Municipal de São Paulo, nomeado em 2017 por André Sturm, ex-secretário municipal de Cultura, de quem é amigo.

Quando estava no cargo de diretor artístico do Municipal, Papa foi questionado por ter sido ligado à organização social Casa da Ópera que, naquele mesmo ano, venceu a concorrência para assumir o comando administrativo da sala.

A Secretaria Municipal de Cultura, à qual o teatro é vinculado, acabou tirando a Casa da Ópera do páreo. Atribuiu a decisão à falta de documentação da OS, porém, e não à ligação entre Papa e o instituto.

Quem assumiu então foi o Instituto Odeon. Este acabou tendo seu contrato com a prefeitura rompido em outubro passado, porém, após um grupo de trabalho apontar problemas em suas prestações de contas.

O edital que escolheria a sucessora do Odeon foi suspenso pelo Tribunal de Contas do Município. O Santa Marcelina Cultura, escolhido pela prefeitura, assumiu o equipamento em caráter emergencial.

Sobre Cleber Papa, o secretário Sérgio Sá Leitão afirma que "é um excelente profissional e seguirá colaborando com a secretaria em outros projetos, que serão anunciados em breve".

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.