Descrição de chapéu Multitela

Documentário de Bárbara Paz em tributo a Hector Babenco estreia na TV paga

Veja os destaques da programação deste domingo (21) na TV e no sob demanda

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Argentino radicado no Brasil, Hector Babenco (1946-2016) deixou filmes que entraram para a história do nosso cinema, como “Pixote – A Lei do Mais Fraco” e “Carandiru”. A viúva, a atriz Bárbara Paz, dirigiu "Babenco – Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou", sensível documentário em preto e branco, em que revisita a vida e a obra do marido. “Babenco” representou o Brasil na disputa pelo Oscar de filme internacional, mas não foi pré-selecionado.

Canal Brasil, 22h, 14 anos


Debate Vidas (In)Visíveis
A diretora Erica Bernardini conversa ao vivo sobre seu documentário “Vidas (In) Visíveis: Um Arsenal de Esperança” com o padre Simone Bernardi e o pesquisador Henrique Trindade. O filme pode ser visto com antecedência na plataforma Belas Artes À La Carte. A inscrição no site com o cupom IMIGRACAO vale um mês de assinatura.

YouTube do Museu da Imigração, 18h


Área de Propriedade
Visita virtual à instalação do artista Carlito Carvalhosa, que ocupa 195 metros quadrados da Fama Campo, extensão do museu, em Mairinque, no interior paulista. A obra consiste numa cerca com mais de oito metros de altura e questiona a relação entre a imagem e a função daquilo que nos cerca.

YouTube do Fama Museu, 19h


Persona
O programa comandado por Atilio Bari e Chris Maksud homenageia o cineasta José Mojica Marins (1936-2020), o Zé do Caixão. Entre os depoimentos está o de Ivan Finotti, jornalista da Folha.

Cultura, 21h, 10 anos


Hard
Na segunda temporada da série nacional, Sofia, papel de Natália Lage, lida com novos problemas trazidos pela produtora de filmes pornô que ela herdou de seu marido morto.

HBO, 22h30, 18 anos


Allen Contra Farrow
Em quatro episódios, a série documental de Kirby Dick e Amy Ziering disseca a acusação de abuso sexual contra Woody Allen feita por Dylan, filha adotiva do cineasta com Mia Farrow. As duas dão depoimentos, assim como amigos, policiais e especialistas —mas não o próprio Allen.

HBO, 23h, 16 anos

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.