Descrição de chapéu Livros

José Luís Peixoto é o autor convidado do Encontro de Leituras de março

'O Caminho Imperfeito', relato de viagens à Tailândia, é o livro do mês no evento que reúne leitores da língua portuguesa

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O Encontro de Leituras, evento online da Folha em parceria com o jornal português Público, recebe em março o escritor José Luís Peixoto para uma conversa com os leitores sobre "O Caminho Imperfeito", lançado no Brasil no ano passado pela Dublinense.

É a primeira vez que estará em debate a literatura de viagem. Bastante distante de uma escrita de turista, com mistura de poemas, memórias e pensamentos soltos, "O Caminho Imperfeito" fala da Tailândia. O livro tem desenhos de Hugo Makarov, tatuador e ilustrador que viajou com o escritor.

Autor de "Morreste-me", o escritor português venceu o Prêmio José Saramago em 2001, com o romance "Nenhum Olhar", e o Oceanos em 2015, com "Galveias".

Peixoto dedica um site, o José Luís Peixoto em Viagem, a textos sobre países e cidades que visita. Sua viagem à Coreia do Norte rendeu o livro "Dentro do Segredo", divertido relato das dificuldades e surpresas encontradas no país mais fechado do mundo.

O escritor anunciou recentemente em suas redes sociais que lançará um novo livro no fim de março.

O Encontro de Leituras acontece mensalmente, sempre na segunda terça-feira do mês, e é coordenado pelas jornalistas Isabel Coutinho, do Público, e Úrsula Passos, da Folha.

Em dezembro, o escritor angolano Ondjaki falou sobre seu romance "Bom Dia, Camaradas" (Companhia das Letras), que narra memórias da escola em Angola no período em que o país recebeu professores cubanos.

homem vestindo camiseta de manga comprida vermelha diante de enorme palácio em estilo extremo oriente na parede do qual estão dois retratos de homens
O escritor português José Luís Peixoto na Coreia do Norte - Divulgação

O português Valter Hugo Mãe tratou, em janeiro, de seu livro mais recente, "Contra Mim" (Biblioteca Azul), também uma memória de infância, desta vez no interior de Portugal, e que reflete as dores de crescer.

Em fevereiro foi a vez da centenária Clarice Lispector, e a escritora e professora de literatura brasileira Nádia Battella Gotlib, biógrafa de Clarice, foi a convidada para falar sobre "A Paixão Segundo G.H." (Rocco).

Cerca de 250 pessoas estiveram presentes na conversa que enveredou por temas como o preconceito de que Clarice seja uma escritora para leitoras mulheres, sonhos com baratas, aspectos políticos da obra clariceana, a visita da escritora a Brasília, e o espanto do leitor diante de seus livros.

O encontro com Peixoto será dia 9 de março, às 19h de Brasília, via Zoom, na reunião de ID 966 7103 0020 ou neste link. A participação é livre e gratuita.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.