Morre Arturo di Modica, escultor do famoso touro de Wall Street, aos 80 anos

O artista bancou de seu bolso a escultura de mais de três toneladas que se tornou ponto turístico de Nova York

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Roma | AFP

O escultor italiano Arturo di Modica, autor do famoso touro de bronze símbolo de Wall Street, em Nova York, morreu na madrugada deste sábado (20), aos 80 anos, informou a imprensa italiana.

Arturo di Modica morreu em sua casa em Vittoria, perto de Ragusa, no sul da Sicília.

De acordo com o jornal La Repubblica, Di Modica "lutava contra um câncer há anos e sua condição se agravou nas últimas semanas".

um touro de bronze um pouco agachado e levemente tombado para seu lado esquerdo em rua de paralelepípedo
A escultura 'Charging Bull', de Arturo Di Modica, em Nova York, em foto de julho de 2020 - Michael M. Santiago/Getty Images/AFP

O escultor siciliano é conhecido, sobretudo, por sua imponente escultura de touro de bronze de 3,2 toneladas, instalada perto da Bolsa de Valores de Nova York.

A peça, intitulada "Charging Bull" (touro em investida ou touro que ataca), foi esculpida pelo artista e financiada de seu próprio bolso. À época, gastou mais de US$ 350 mil.

O touro foi instalado ilegalmente em frente à Bolsa de Valores de Nova York, após a quebra de 1987, como um símbolo da "força e poder do povo".

homem de barba e cabelos brancos falando ao telefone proximo de uma janela no que parece ser um restaurante
O escultor Arturo di Modica - Creative Commons

Di Modica transportou sua escultura em um caminhão em dezembro de 1989 até o sul de Manhattan e a deixou sob uma árvore de Natal em frente à Bolsa de Valores de Nova York. Foi seu presente de Natal para os nova-iorquinos.

Depois de algumas semanas de uma verdadeira guerrilha artística, o touro foi finalmente aceito pela cidade. Em 1989, encontrou sua localização atual, ao norte do parque Bowling Green, no cruzamento da Broadway.

O "Charging Bull" é uma das obras mais fotografadas da cidade de Nova York. Diz a lenda que coçar o focinho, agarrar seu chifres, ou testículos, traz boa sorte.

Entre março de 2017 e novembro de 2018, foi instalada diante dela a "Garota Destemida", estátua de uma menina que encarava o touro, numa campanha de conscientização sobre a diversidade de gênero no mundo corporativo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.