Descrição de chapéu Artes Cênicas

Peça do ciclo '7 Leituras' homenageia cientistas brasileiros do século 20

Projeto cênico, criando durante a pandemia de coronavírus, é dirigido por Eugênia Thereza de Andrade

São Paulo

O último episódio do ciclo de leituras dramáticas "7 Leituras - Diálogos no Isolamento", dirigido pela baiana Eugênia Thereza de Andrade e criado em meio à pandemia de coronavírus, estreia no dia 9 de fevereiro, às 16h, no canal do YouTube do Sesc 24 de Maio.

A peça "Carcará 13" é uma adaptação que Andrade chama de um nonsense inédito e retrata temas como ciência, clássicos teatrais e a Covid-19.

Homenageando cientistas e intelectuais brasileiros do século 20 como César Lattes, Leite Lopes, Luiz Hildebrando, Mário Schenberg e Samuel Pessoa, a diretora de "Diálogos no Isolamento" encerra a 14ª temporada de seu projeto cênico "7 Leituras, 7 Autores, 7 Diretores", que reúne cânones literários e há mais de uma década é apresentado no Sesc São Paulo.

Assim como grande parte do setor teatral, que se viu obrigado a migrar as atividades para o universo digital em meio à pandemia —e lidar com uma série de inovações no processo criativo—, a última temporada de "7 Leituras" foi totalmente gravada e exibida na internet.

Segundo a diretora, o cineasta Orlando Senna, que foi um dos espectadores da série, gostou tanto da experiência que definiu o teatro online como "a oitava arte".

"Para mim, que não sei usar computador e só sei escrever à mão, foi bem difícil", diz ela. "Mas, mesmo assim, consegui dirigir e estou muito feliz com o processo."

A dramaturga relata ainda que os cenários dos atores que contracenavam eram praticamente iguais porque, apesar de cada um deles ter trabalhado na própria casa, a equipe usou os mesmos materiais para criar um efeito de ilusão aos olhos do público.

"Diálogos no Isolamento" traz uma série de vídeos teatrais encenados a partir de obras de João Cabral de Melo Neto, Plínio Marcos, William Shakespeare, Bertolt Brecht, Peter Weiss e Primo Levi. A série, que foi gravada entre agosto do ano passado e fevereiro deste ano, já soma mais de 3.000 visualizações no YouTube.

A história que encerra o ciclo, "Carcará 13", retrata a vida de dois atores que há anos encenam os personagens Estragon e Vladimir, de “Esperando Godot”, de Samuel Beckett, mas precisam lidar com o desemprego após a chegada da pandemia do novo coronavírus. O texto, marcado por uma estética nonsense, mescla cenas de humor e angústia.

Nascida no sertão da Bahia, Andrade é formada pela Escola de Teatro da Universidade da Bahia e carrega no currículo adaptações e direções de diversas peças, incluindo “A Casa de Bernarda Alba”, de 1984, e “Amores Difíceis”, de 1999.

7 Leituras – diálogos no isolamento

  • Onde YouTube do Sesc 24 de maio
  • Preço Gratuito
  • Classificação 16 anos
  • Elenco Agnes Zuliani, Eduardo Silva, Fernando Paz e Jorge Luiz Alves
  • Direção Eugênia de Andrade
Erramos: o texto foi alterado

Uma versão anterior deste texto afirmava que a homenagem da peça em questão era destinada a cientistas brasileiros do século 19. O correto é século 20. O texto foi corrigido. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.