SP-Arte 2021 é adiada para junho e terá formato híbrido por causa da pandemia

Organização do evento pretende encontrar na nova data uma 'realidade mais branda' da Covid-19

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A 17ª edição da feira SP-Arte, um dos maiores encontros de galeristas e colecionadores de arte na América do Sul, acontecerá entre os dias 16 e 20 de junho, num formato híbrido, que mescla atividades presenciais e online. A informação foi divulgada nesta terça-feira (23) pela assessoria do evento.

As atividades presenciais ocorrerão no Pavilhão da Bienal no parque Ibirapuera, em São Paulo, e as virtuais, na plataforma SP-Arte Viewing Room, a mesma em que aconteceu a edição do ano passado. ​

Em dezembro, a organização do evento havia divulgado que a edição deste ano ocorreria em maio. Mas, agora, anuncia a mudança e explica que ela ocorreu "a partir do diálogo com expositores, parceiros, colecionadores e o comitê consultivo de galerias de arte e design", além de uma tentativa de "encontrar uma realidade mais branda da pandemia".

A assessoria da SP-Arte anunciou ainda que o evento online terá uma duração mais longa do que a feira física, mas não especificou os detalhes.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.