Obra de Banksy será leiloada para ajudar profissionais de saúde britânicos

Quadro 'Game Changer', do artista urbano inglês, poderá ser vendido por até R$ 23,7 milhões

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Londres | AFP

O artista britânico Banksy espera arrecadar mais de £ 3 milhões (cerca de R$ 23,7 milhões) para a saúde pública britânica com o leilão de um de seus quadros, que "oferece esperança" em meio à pandemia do novo coronavírus.

Banksy doou a obra "Game Changer" ao hospital de Southampton, do sul da Inglaterra, em maio de 2020, durante a primeira onda da pandemia.

O quadro representa, em preto e branco, um menino que jogou os bonecos de Batman e Superman no lixo e brinca com uma boneca de enfermeira que usa máscara e capa.

Menino brinca com boneco
'Game Changer', do britânico Banksy - Reprodução/Instagram

O mais famoso dos artistas urbanos anônimos decidiu leiloar o quadro original para arrecadar recursos para o NHS, o Serviço Nacional de Saúde, na sigla em inglês. Uma reprodução da obra permanecerá no hospital.

Para a Christie's, que organiza a venda, o quadro é uma "homenagem pessoal aos que continuam mudando o rumo da pandemia".

"O 'Game Changer' de Banksy trouxe uma luz de esperança para os funcionários e pacientes do hospital de Southampton. O artista o quis leiloar em benefício do NHS", explicou Katharine Arnold, codiretora da Christie's e responsável pela arte do pós-Guerra e da era contemporânea na Europa.

"A obra presta homenagem à força e à resistência dos funcionários da saúde pública", destacou Arnold.

"Game Changer", que será leiloado em 23 de março, está avaliado entre £ 2,5 milhões e £ 3,5 milhões. Quando entregou a obra aos profissionais da saúde em maio do ano passado, o artista deixou um bilhete. "Obrigado por tudo o que estão fazendo. Espero que alegre um pouco o lugar, mesmo que seja apenas em preto e branco", dizia a nota.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.