Descrição de chapéu Folha, 100 jornalismo

Registros históricos e fofos da infância marcam novo volume da Coleção Folha

Terceiro dos dez tomos tem imagens graciosas e documenta o nascimento do suplemento Folhinha

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Crianças são irresistíveis para fotógrafos, amadores ou profissionais. Impossível criar uma série de livros como a Coleção 100 Anos de Fotografia – Pelas Lentes da Folha sem dedicar espaço aos registros da infância, exibindo mudanças de comportamento, de roupas e de jeito de brincar durante várias décadas.

“Infância – Liberdade e Fantasia” é o título do terceiro volume da coleção, que chega às bancas no próximo domingo, 14, à venda por R$ 24,90. O livro vem acompanhado de um pôster, impresso em papel especial. Na foto, uma imagem muito bonita, de 1972, que foi utilizada no jornal para ilustrar um problema histórico na capital paulista —a escassez de vagas em creches públicas.

Na imagem do fotógrafo Cícero O. Neto, o avô leva o neto na garupa da bicicleta para que o menino passe o dia na creche. Pendurada nas costas do garoto, a singela e improvisada placa com a inscrição “Escolar”, aquela sempre presente nas peruas e micro-ônibus de transporte de alunos.

Criança sentada na garupa de bicicleta conduzida pelo avô, a caminho da creche
Na garupa da bicicleta conduzida pelo avô, garoto vai para a creche - Cícero O. Neto-set.72/Folhapress

Assim como esta, todas as fotos do volume, e de todos os dez que formam a coleção, trazem exclusivamente imagens feitas pelos fotógrafos da Folha. Dentro do rico acervo de mais de 2,5 milhões de fotos que o jornal preserva, há muitas imagens de arquivos de outros jornais que foram absorvidas pela Folha, como o material do Última Hora.

Mas a coleção quer prestar uma homenagem aos profissionais da casa. Eles ajudaram bastante o jornal neste século de vida, comemorado no último dia 19 de fevereiro. Com seu trabalho, formaram uma linguagem visual característica da Folha, capaz de contar em imagens as histórias mais relevantes do dia a dia.

A coleção é dividida em volumes temáticos. Os três primeiros foram dedicados à cidade de São Paulo, à evolução dos transportes no Brasil e às crianças. Em lançamentos semanais, sempre aos domingos, a coleção vai focar também imagens do cotidiano, do comércio, de mulheres brasileiras, de trabalhadores, de manifestações políticas, de imigrantes e, no livro que fecha a série, fotos nostálgicas.

Evidente que o volume mais “fofo” da coleção é este.

Difícil resistir a imagens como o gracioso casal de garotos dançando twist no Primeiro Salão de Arte Infantil, promovido pela Folha em 1962.

Há desde imagens que valem por seu puro encantamento, como garotos brincando de escalar as arquibancadas montadas para o Carnaval de 1962 na avenida São João, a registros históricos, como mães levando seus filhos para campanhas de vacinação.

Muitas imagens foram feitas em locais de acolhimento de menores, como a divertida foto de 1969 que mostra um grupo de meninas brincando a valer com um cachorrinho nos jardins na Casa da Divina Providência Teresa Michel. A instituição foi criada no início do século 20, na Mooca.

Há registro de iniciativas pessoais, como o do carro do alfaiate Atílio de Figueiredo, em 1955. Está lotado com parte das crianças que ele abrigou no Lar Esperança, na cidade paulista de Casa Branca, para retirar meninos das ruas.

Em fotos e textos informativos do livro, fica documentada a iniciativa de captar jovens leitores que o jornal propôs com o lançamento do suplemento infantil Folhinha, em setembro de 1963. Há imagem da Kombi da Folhinha, veículo criado em 1964 para ser usado nas reportagens.

Equipe mirim de reportagem em cima da Kombi da Folhinha; veículo branco e amarelo seguia as cores do restante da frota do jornal e tinha estampados os nomes das seções do suplemento infantil, servindo de apoio para reportagens
Equipe mirim de reportagem em cima da Kombi da Folhinha; veículo branco e amarelo seguia as cores do restante da frota do jornal e tinha estampados os nomes das seções do suplemento infantil, servindo de apoio para reportagens - 1964/Folhapress

Numa brincadeira que se repete em todos os volumes, o livro abre com uma foto antiga e termina com outra do mesmo cenário, mais recente.

A primeira foto é de garotos jogando bola na rua, ao lado do Minhocão, no centro de São Paulo, em 1972. A foto de encerramento do volume, de 2010, mostra meninos jogando futebol em cima do elevado, fechado para o trânsito.

Esse espírito lúdico está presente em muitas páginas, como as que exibem lado a lado fotos de crianças na água, em situações bem diferentes. Em 1956, meninos se divertem em alagamento em São Paulo. Em 2018, menino brinca com cachorro no rio Xingu, no Pará.

OS TÍTULOS DA COLEÇÃO E AS DATAS

28.fev São Paulo
7.mar Transportes
14.mar Infância
21.mar Cotidiano
28.mar Comércio
4.abr Brasileiras
11.abr Trabalho
18.abr Manifestações
25.abr Imigrantes
2.mai Nostalgia

Coleção 100 Anos de Fotografia - Pelas Lentes da Folha

  • Onde Compras pelo site folha.com.br/100anosdefotografia
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.