Descrição de chapéu Cinema

Carey Mulligan e Zoe Kazan são cogitadas para filme sobre explosão do MeToo

Longa retratará bastidores da investigação jornalística que deu luz ao escândalo do caso Harvey Weinstein

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Jill Serjeant
Los Angeles | Reuters

O primeiro longa de Hollywood que retratará explicitamente o escândalo do caso Harvey Weinstein deve iniciar sua produção no verão americano, anunciou a Universal Pictures, nesta segunda-feira (7).

"She Said" é inspirado no livro "Ela Disse: Os Bastidores Da Reportagem Que Impulsionou o #MeToo", lançado em 2019. A obra é sobre a investigação do jornal americano The New York Times acerca das acusações de abuso sexual contra Weinstein.

As atrizes Carey Mulligan e Zoe Kazan estão em negociações para interpretar as duas jornalistas —Megan Twohey e Jodi Kantor— que escreveram o livro e ganharam prêmio Pulitzer pelas reportagens em 2017.

Jovem loira com roupa de gala em tapete vermelho
Carey Mulligan em 6 de maio de 2019, no Met Gala - Mario Anzuoni/Reuters

Após o primeiro caso de acusação contra Weinstein ser publicado no New York Times e na revista New Yorker, cerca de cem mulheres levantaram novas denúncias de abuso sexual contra o produtor, que era então uma das figuras mais poderosas de Hollywood.

Em março de 2020, Weinstein, que negou ter feito sexo não consensual, foi condenado a 23 anos de prisão por estupro e abuso sexual. Ele busca agora um novo julgamento, enquanto enfrenta uma possível extradição para Los Angeles para ser alvo de novas denúncias de estupro.

O livro "Ela Disse" enfoca os bastidores de meses de investigações e obstáculos legais que Twohey e Kantor enfrentaram para publicar as reportagens.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.