Descrição de chapéu Games tecnologia games

Netflix investe em universo gamer para tentar aumentar número de assinantes

Por outro lado, especialistas estimam que a iniciativa não terá grande impacto no setor de jogos

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Glenn Chapman
San Francisco | AFP

A Netflix enfrenta um grande desafio à medida que se expande para o universo dos jogos, buscando manter a atenção dos clientes em um mundo cada vez mais competitivo do streaming.

A empresa forneceu à AFP detalhes de seus planos para aumentar investimentos nesse setor. Os analistas afirmam que a decisão da Netflix tem como objetivo oferecer novos tipos de conteúdo.

"As marcas de entretenimento e tecnologia estão adicionando jogos aos seus produtos porque são adjacentes", disse o analista do eMarketer, Ross Benes. "Os jogos são uma extensão, algo natural do que já fazem."

"Isso permite absorver mais tempo das pessoas e se integrar mais nos hábitos diários de seus clientes", acrescentou.

Benes acredita que os jogos darão aos clientes maior impulso para continuarem com o serviço, mas é pouco provável que aumentem significativamente as assinaturas.

Gene Munster, gerente sócio da Loup Ventures, classificou a ação da Netflix como um "movimento inteligente para reter e aumentar as assinaturas pagas" e destacou que há quase 2 bilhões de jogadores pelo mundo.

Por outro lado, Michael Pachter, analista do Wedbush Securities, estima que a iniciativa da Netflix não terá nenhum impacto no mundo gamer.

"Consideramos a incursão nos jogos como um reconhecimento por parte da gerência de que o conteúdo de vídeo flui mais lentamente, com custos de conteúdo em constante aumento", afirmou Pachter, em uma nota aos investidores.

"Também vemos os jogos como um 'objeto novo e brilhante', que poderiam distrair os investidores do que vemos como uma desaceleração do crescimento da Netflix."

O diretor de produtos da Netflix, Greg Peters, afirmou que entrar no mundo dos jogos será um esforço anual e que a empresa começará aos poucos.

"Realmente vemos isso como uma extensão da oferta principal de entretenimento, à qual estamos dedicados há 20 anos", disse Peters. "Vamos testar uma grande quantidade de jogos por meio de uma variedade de mecanismos diferentes para ver o que realmente funciona para nossos membros."

Os executivos da Netflix disseram que vão aproveitar os pontos fortes dos programas para criar mundos de fantasia interativos para os fãs e que estão falando com os fabricantes de jogos sobre acordos de licença.

A plataforma acrescentou que os jogos serão incluídos na assinatura do serviço sem custo adicional. A empresa já se aventurou nos jogos antes, lançando um episódio interativo —"Bandersnatch", da série "Black Mirror", e também um jogo de celular gratuito derivado do sucesso "Stranger Things".

No entanto, a concorrência na indústria dos jogos de celular é intensa e se a Netflix quiser apresentar jogos mais sofisticados, deverá superar obstáculos tecnológicos. Os jogos de qualidade de console transmitidos da nuvem exigem conexões de Internet de alta velocidade para evitar atrasos e controladores que os jogadores podem usar para dominar a ação. Nesse campo, a Netflix enfrentaria os serviços de jogos administrados por gigantes como Amazon, Google, Microsoft e Sony.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.