Descrição de chapéu Obituário Vangelis (1943 - 2022)

Morre Vangelis, músico de 'Blade Runner' e 'Carruagens de Fogo', aos 79 anos

Carreira do compositor ficou marcada por receber Oscar de melhor trilha sonora pelo trabalho no filme de Hugh Hudson

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Vangelis, o músico grego que compôs as trilhas sonoras dramáticas dos filmes "Blade Runner: O Caçador de Androides" e "Carruagens de Fogo", morreu nesta quinta-feira, aos 79 anos, informou o jornal The Guardian. De acordo com seus familiares, o artista morreu em um hospital na França, onde estava sendo tratado.

Nascido em 1943, Evángelos Odysséas Papathanassíou —seu nome de batismo antes de assumir a alcunha artística— ficou internacionalmente conhecido ao conquistar o Oscar de melhor trilha sonora em 1981 por seu trabalho no filme "Carruagens de Fogo", dirigido por Hugh Hudson. O tema principal do filme se tornou tão conhecido que alcançou o primeiro lugar entre as músicas mais tocadas nos Estados Unidos à época.

Compositor grego Vangelis, famoso por ser o autor da trilha sonora do filme 'Carruagens de Fogo' - Georges Bendrihem/AFP

Autodidata, Vangelis cresceu na cidade de Atenas e formou sua primeira banda, a Forminx, em 1963. Eles tocavam rock e baladas, além de fazerem cover dos Beatles.

Após o fim da banda em 1966, Vangelis passou a trabalhar como produtor e compositor para outros músicos. Foi também neste momento que o artista passou a escrever partituras para filmes de cineastas gregos. O músico viajou para a França e faz carreira em bandas e como artista solo, até que decidiu se dedicar principalmente ao universo musical dentro da indústria do cinema —ele chegou a recusar a proposta de substituir Rick Wakeman como tecladista da banda Yes.

Nos anos, 1980, Vangelis alcançou o sucesso comercial. Além dos bons resultados de seu trabalho em "Carruagens de Fogo", pelo qual ele sempre seria reconhecido, ele também criou as músicas de "Blade Runner", o filme clássico de Ridley Scott, lançado há 40 anos e estrelado por Harrison Ford.

Para expressar a atmosfera do filme, que se passa numa metrópole futurista e altamente tecnológica com cenas ora pungentes, ora românticas, Vangelis utilizou sintetizadores e saxofones carregados que marcaram tanto o longa quanto a obra do compositor.

"Minha música não tenta provocar emoções como alegria, amor ou dor na audiência. Ela apenas dialoga com a imagem, porque eu trabalho dentro do momento", afirmou Vangelis, numa entrevista sobre o próprio trabalho.

Ainda no final da década de 1980, ele criou a trilha sonora do drama político vencedor da Palma de Ouro "Desaparecido: Um Grande Mistério", do diretor Costa-Gavras. Outros trabalhos de Vangelis incluem "Rebelião em Alto-Mar", com Mel Gibson e Anthony Hopkins, "1492 - A Conquista do Paraíso", outro longa de Ridley Scott, "Lua de Fel", de Roman Polanski, e alguns documentários de Jacques Cousteau. A trilha sonora mais recente de Vangelis foi feita para o drama histórico "El Greco", dirigido por Yannis Smaragdis, que narra a vida do famoso pintor barroco.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.