Quais são as músicas mais tocadas de Chico Buarque; veja lista

De 'Iolanda' a 'Roda Viva', dez canções do cantor não saíram das rádios nos últimos cinco anos, segundo dados do Ecad

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Nesta quarta-feira (19), Chico Buarque, ícone da MPB, comemora 80 anos. Entre os vários sucessos do cantor que marcaram a música brasileira, dez canções foram mais tocadas nas rádios de acordo com a Ecad, entidade que arrecada e distribui direitos autorais no país.

Show Chico Buarque em São Paulo, em março de 2023 - Eduardo Knapp/Folhapress/Folhapress

"Iolanda", de 1999

A declaração de amor em forma de melodia foi composta com o cubano Pablo Milanés.

"A Banda", de 1966

Um dos hits mais icônicos de Chico venceu em primeiro lugar o Festival de Música Popular Brasileira daquele ano. A canção fala sobre uma banda que passa pela cidade e leva alegria aos moradores.

"João e Maria", de 1977

Contos de fadas foram transformados em música por Chico e o acordeonista Sivuca para falar sobre a magia do primeiro amor.

"Folhetim", de 1978

A canção sedutora fala sobre uma mulher que vive romances rápidos, curtos e intensos.

"Anos Dourados", de 1986

Chico e Tom Jobim criaram a canção sobre paixão e nostalgia para a minissérie homônima da Globo.

"Cotidiano", de 1971

A canção é como uma crônica do dia a dia de um casal de trabalhadores, e fez sucesso também pela voz de Seu Jorge.

"Quem Te Viu Quem Te Vê", de 1967

O ritmo alegre da canção contrasta com a letra melancólica, que fala sobre um amor que mudou com o passar do tempo.

"Apesar de Você", de 1978

A música alegre, quase um samba, disfarça a letra política que afrontava a repressão da ditadura militar no Brasil, transmitindo a esperança de que a liberdade voltaria a vencer.

"Samba do Grande Amor", de 1984

A música doída fala sobre a saudade deixada por um grande amor que não vingou.

"Roda Viva", de 1967

A roda é uma metáfora para a existência turbulenta no Brasil e no mundo da década de 1960, que enfrentava guerras e ditaduras. Hoje, a música também permite uma reflexão sobre a passagem do tempo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.