Inéditos de Krajcberg, debates sobre política cultural e mais cinco dicas

Veja as indicações culturais da Ilustríssima para a próxima semana

PODCAST | ILUSTRÍSSIMA CONVERSA

O próximo convidado da série é Plinio Junqueira Smith, professor de filosofia da Unifesp, que acaba de lançar, pela Editora Unesp, “Uma Visão Cética de Mundo”, sobre Oswaldo Porchat. 
A conversa com Uirá Machado, editor da Ilustríssima, abordou as ideias do filósofo, morto no ano passado, e as diferenças entre ceticismo e pós-verdade.

Disponível em folha.com/ilustrissimaconversa | A partir de seg. (2)


EXPOSIÇÃO | FRANS KRAJCBERG

A mostra “A Natureza como Atelier” exibe 25 obras realizadas entre os anos 1960 e 1980 pelo artista plástico e ativista ambiental, morto em novembro aos 96 anos. Algumas integraram coleções particulares europeias e nunca haviam sido mostradas no Brasil.

Paulo Kuczynski Escritório de Arte | (11) 3064-5355 | seg. a sex., das 9h30 às 18h30; sáb., das 10h às 14h | de 6/4 a 30/5 | grátis

obra de frans krajcberg
Obra de Frans Krajcberg (1972) - Alexandre Santos Silva/Divulgação

DEBATES | POLÍTICA CULTURAL

O ciclo de discussões aborda a história das políticas culturais brasileiras de 1981 a 1993, período que abarca a criação e a extinção do MinC, a Lei Sarney e a gestão Sérgio Rouanet. Entre os palestrantes estão a socióloga Maria Arminda do Nascimento Arruda, a crítica literária Heloísa Buarque de Hollanda e o ex-ministro da Cultura Francisco Weffort. 

Centro de Pesquisa e Formação do Sesc | (11) 3254-5600 | 6/4 (sex.), 11, 18 e 25/4 e 2/5 (qua.), às 19h | R$ 60


EXPOSIÇÃO | NICOLÁS PARIS

O artista colombiano, que valoriza a experimentação e a pedagogia da arte, tem seus trabalhos expostos na mostra “Entre Mañana y Ayer o los Caminos del Desvio” (entre amanhã e ontem ou os caminhos do desvio). Ele apresentará desenhos, objetos e instalações feitas em ambientes suspensos.

Galeria Luisa Strina | (11) 3088–2471 | seg. a sex., das 10h às 19h; sáb., das 10h às 17h | de 3/4 a 26/5 | grátis


FOTOGRAFIA | VICENTE DE MELLO

Com curadoria do poeta Eucanaã Ferraz, a exposição “Monolux” tem trabalhos inéditos feitos pelo artista em fotogramas, com imagens impressas pelo contato breve de objetos com a superfície do papel fotográfico, sem mediação de câmeras ou negativos.

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro | (21) 3883-5600 | de ter. a sex., das 12h às 18h; sáb. e dom., das 11h às 18h | até 17/6 | R$ 14

foto em branco e preto
"El Shadai, El Elohim", da série "Monolux" (2017), de Vicente de Mello - Divulgação

MÚSICA | ARRIGO BARNABÉ

O cantor paranaense apresenta no show “Quero que Vá Tudo pro Inferno!” canções de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, intérpretes que admira desde a juventude. Ele se apresenta com os músicos Paulo Braga e Sergio Espíndola.

Casa de Francisca | (11) 3052-0547 | sex. (6) e sáb. (7), às 22h | R$ 80


TEATRO | O JORNAL

Com direção de Kiko Mascarenhas e Lázaro Ramos, a montagem conta a história de três jovens irmãos em Uganda, um dos quais se apaixona por outro homem. O título da peça é alusão ao jornal ugandense “The Rolling Stone”, que publicou uma lista com cem nomes de homossexuais a serem assassinados.

Sesc Santo Amaro | (11) 5541-4000 | sex., às 21h; sáb., às 20h; e dom., às 19h | até 15/4 | R$ 30

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.