Ivald Granato, Marco Nanini, Susan Meiselas e mais dicas culturais

Veja indicações de mostras, filmes e peças para a próxima semana

[ARTES PLÁSTICAS] Ivald Granato

Sesc Belenzinho. (11) 2076-9700. De ter. a sáb., das 10h às 21h; dom., das 10h às 19h30. Até 26/1. Grátis.

A mostra traz mais de 500 obras e documentos do artista morto em 2016, nome forte e prolífico da arte contemporânea brasileira. A curadoria de Daniel Rangel, que contou com participação da família de Granato, priorizou a pintura como eixo principal, disposta em galerias físicas e digitais. Mas também há desenhos, esculturas, objetos e vídeos feitos pelo artista ao longo de 50 anos. 

[CINEMA] Greta

Brasil, 2019. 97 min. Em cartaz em circuito. 

Marco Nanini vive um enfermeiro gay apaixonado por Greta Garbo neste drama dirigido por Armando Praça, que estreou no último Festival de Berlim e saiu com o principal prêmio do Cine Ceará. Na trama, ele ajuda um criminoso a sair do hospital para abrir uma vaga para sua melhor amiga transexual (Denise Weinberg).

[TEATRO] Heather

Sesc Pinheiros. (11) 3095-9400. De qui. a sáb., às 20h30. De 17/10 a 16/11. R$ 30. 

Marcio Aurelio, da Cia. Razões Inversas, dirige o texto do dramaturgo inglês Thomas Eccleshare sobre uma escritora de livros infantis reclusa que se vê repentinamente popular. Seus esqueletos no armário, então, fazem os leitores se confrontarem com a separação entre autor e obra. O elenco tem Laís Marques e Paulo Marcello.

[EXPOSIÇÃO] Susan Meiselas

IMS Paulista. (11) 2842-9120. De ter. a dom., das 10h às 20h; qui., das 10h às 22h. De 15/10 a 1º/3. Grátis.

A fotógrafa norte-americana notabilizou-se por criar narrativas coletivas com suas imagens, colocando luz sobre comunidades sujeitas à guerra e às mais diferentes opressões. Sua série mais conhecida retrata a Revolução Sandinista, que aconteceu na Nicarágua dos anos 1970. Agora, tem retrospectiva com mais de 180 fotografias em exibição. Meiselas participa na terça-feira (15), às 19h, de uma conversa com a pesquisadora Sabrina Moura, aberta gratuitamente ao público.

[TEATRO] Quarto 19

Teatro Eva Herz. (11) 3170-4059. Sex., às 21h. Até 18/10. R$ 50.

É o encerramento desta temporada do monólogo, baseado em conto da britânica Doris Lessing, Nobel de Literatura em 2007. Amanda Lyra, indicada ao prêmio Shell pelo papel, interpreta uma mulher que reflete sobre sua liberdade e identidade após anos dedicada a um marido amoroso e rico e a seus três filhos.

[FOTOGRAFIA] Agnieszka Traczewska

Memorial da Imigração Judaica e do Holocausto. (11) 3331-4507. De seg. a qui., das 9h às 17h; sex., das 9h às 15h. De 17/10 a 16/11. Grátis.

Em imagens exibidas no começo do ano na sede da ONU, em Nova York, a fotógrafa polonesa registra a vida dos judeus hassídicos, que em grande parte migraram para Israel no século 20 e agora ensaiam um retorno à Polônia. Ela apresenta seus descendentes e os locais mais representativos da herança judaica em seu país. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.