Noemi Jaffe fala em poema inédito sobre planos para o passado

Escritora antecipa três obras que farão parte de série poética

Noemi Jaffe

[SOBRE O TEXTO] Os poemas inéditos abaixo da escritora fazem parte de uma série em processo, a ser publicada futuramente.

ponte com lobos e menina
Ilustração - Lívia Serri Francoio

1)
tenho muitos planos para o meu passado:
nascer em bucareste,
assar dez mil-folhas,
ir de trem a budapeste
e, no vagão, partir um deles ao meio
—cuidando para que o creme não se espalhe—
dividi-lo então com outro passageiro,
que, por acaso,
ia também para lá.


2)
não sei fazer as coisas útil
faço as coisas difícil
se fizesse as coisas certo
as coisas talvez ficassem lindo
mas tudo bem elas ficarem errado
as coisas assim triste
é mais as coisas mesmo


3)
falei para um ator francês
depois de uma peça sobre
a morte de sua mãe
que também minha mãe
está “en train de mourir”
em português seria
minha mãe está no trem de morrer

ela já esteve uma vez nesse trem
de morrer

esse trem
de morrer
de onde ela saiu viva
foi a sua vida inteira
o que ela foi e é

outra vez
ela está no trem de morrer
onde eu estou também
ela no primeiro vagão
que logo chegará
não mais ao lager
mas ao destino final

ela sempre acreditou no destino
eu não, nunca
mas também chego lá
estou alguns vagões atrás.


Noemi Jaffe é escritora, criadora do centro cultural literário Escrevedeira e crítica literária. Publicou “A Verdadeira História do Alfabeto” (Companhia das Letras), vencedor do prêmio Brasília de Literatura, e “O que os Cegos Estão Sonhando?” (Editora 34), entre outros.

Ilustração de Lívia Serri Francoio, artista visual.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.