Descrição de chapéu ilustríssima conversa

Judeus sonhavam em construir Jerusalém dos trópicos no Recife holandês, diz Lira Neto

Escritor conta a saga de sefarditas que fugiram da Inquisição em Portugal para Amsterdã e migraram para o Brasil

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Em seu livro mais recente, “Arrancados da Terra”, o jornalista e escritor Lira Neto apresenta uma biografia coletiva dos judeus de Portugal que, no final do século 15, receberam um ultimato para abandonar o reino.

Para evitar o desterro imposto pela Coroa portuguesa, teriam que se converter ao catolicismo ou poderiam ir parar nas fogueiras da Inquisição.

​Na obra, lançada nesta semana pela Companhia das Letras, o autor segue os passos dos judeus da Península Ibérica, os sefarditas, que, depois da fuga de Portugal, fundaram uma comunidade em Amsterdã e, de lá, cruzaram o Atlântico com a utopia de construir, no Recife conquistado pelos holandeses, uma Jerusalém dos trópicos.

No episódio desta semana, Lira Neto conta seus esforços para encontrar personagens reais em documentos do século 17, com o objetivo de dar concretude à narrativa histórica, e explica as circunstâncias que os judeus tiveram que enfrentar na chegada a Pernambuco.

Lira Neto apoiando o queixo nas mãos
Retrato do jornalista e escritor Lira Neto, autor de 'Arrancados da Terra' - Divulgação

Por um lado, muitos viveram anos de ascensão social. Por outro, foram alvos do preconceito e da intolerância, tanto da maioria católica quanto de calvinistas de origem holandesa.

Na conversa, o escritor falou das raízes históricas do antissemitismo e do ódio, hoje, contra migrantes e refugiados. Lira Neto também tratou de um episódio, ocorrido em 1654 e que ainda hoje desperta dúvidas: a viagem de 23 judeus que, de acordo com evidências, deixaram o Recife logo depois da queda do governo holandês e aportaram na ilha de Manhattan, então chamada de Nova Amsterdã.

O Ilustríssima Conversa está disponível nos principais aplicativos, como Apple Podcasts, Spotify e Stitcher. Ouvintes podem assinar gratuitamente o podcast nos aplicativos para receber notificações de novos episódios.

O podcast entrevista, a cada duas semanas, autores de livros de não ficção e intelectuais para discutir suas obras e seus temas de pesquisa.

Já participaram do Ilustríssima Conversa Roberto Simon, autor de livro sobre o apoio da ditadura brasileira ao golpe contra Allende, no Chile, Heloisa Buarque de Hollanda, que situou as principais tendências do pensamento feminista contemporâneo, Ilona Szabó, que discutiu as ameaças à democracia no Brasil, Luiz Simas, que apontou os conflitos do Brasil institucional e da brasilidade, Malu Gaspar, que descreveu os escândalos de corrupção e a derrocada da Odebrecht, Flavia Rios, coorganizadora de coletânea da intelectual Lélia Gonzalez, Karla Monteiro, biógrafa do jornalista Samuel Wainer, Vinicius Torres Freire​, que tratou de medidas econômicas durante a crise do coronavírus, Muryatan Barbosa, pesquisador da história do pensamento africano, e Júlio Delmanto, autor de livro sobre a história social do LSD no Brasil, entre outros convidados.

A lista completa de episódios está disponível no índice do podcast. O feed RSS é https://folha.libsyn.com/rss.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.