Saltar para o conteúdo principal
 
15/02/2012 - 19h00

Pagu e Oswald de Andrade se casaram no cemitério

da Livraria da Folha
Texto baseado em informações fornecidas pela editora da obra.

Divulgação
A história de uma nação é feita não apenas de brados retumbantes
A história de uma nação é feita não apenas de brados retumbantes

Em 1930, Oswald de Andrade e Patrícia Galvão, a Pagu, se casaram no cemitério da Consolação, em São Paulo. A cerimônia foi mais uma das excentricidades dos modernistas.

Monte sua estante com best-sellers de história
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça nossa página no Facebook
Visite a estante dedicada à história do Brasil
Autor fala sobre os mitos da Semana de 22; ouça

"Nesta data contrataram casamento a jovem amorosa Patrícia Galvão e o crápula forte Oswald de Andrade. Foi diante do túmulo do cemitério da Consolação, à rua 17, número 17, que assumiram o heroico compromisso. Na luta imensa que sustentam pela vitória da poesia e do estômago, foi o grande passo prenunciador, foi o desafio máximo", registraram o evento.

Em "Amores Proibidos na História do Brasil", o jornalista e historiador Maurício Oliveira reuniu alguns dos romances mais polêmicos que aconteceram em terras brasileiras.

Para escrever o livro, "pensei na trajetória de Oswald, de Domitila [marquesa de Santos] e dos outros 12 protagonistas. Lembrei dos desafios, das reviravoltas e dos dramas que cada um deles enfrentou", conta.

Além de Oswald de Andrade e Pagu, d. Pedro 1º e marquesa de Santos, as histórias de João Fernandes e Chica da Silva, Giuseppe e Anita Garibaldi, Joaquim Nabuco e Eufrásia Teixeira Leite e Chiquinha Gonzaga e Joãozinho compõem o volume. Leia um trecho do exemplar.

*

"Amores Proibidos na História do Brasil"
Autor: Maurício Oliveira
Editora: Contexto
Páginas: 160
Quanto: R$ 28,00 (preço promocional*)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

 
Voltar ao topo da página