Saltar para o conteúdo principal
 
03/05/2012 - 14h30

No Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, veja livros sobre jornalismo

da Livraria da Folha

Comemorado no dia 3 de maio, o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa foi instituído em 20 de dezembro de 1993 pela Assembleia-Geral das Nações Unidas. A data, inspirada pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, procura mostrar a necessidade de independência da mídia como principio para uma democracia efetiva.

Divulgação
Jornalista tradicional ensina o passo a passo das grandes reportagens
Jornalista tradicional ensina o passo a passo das grandes reportagens

A Livraria da Folha reuniu alguns livros sobre jornalismo para que o leitor conheça alguns fundamentos e a história dos meios de comunicação.

Todo cidadão pode falar, escrever e imprimir livremente
Orwell explica a diferença entre jornalismo e publicidade
'A imprensa brasileira sempre foi canalha'
'É preciso discernimento para ler os blogs'
'Nasceu o diabo em São Paulo'
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Visite nossa página no Facebook

No livro "Por Trás da Notícia", Edson Flosi relembra a época romântica das reportagens. O autor relata os bastidores de 15 das suas melhores histórias, com dicas de apuração, redação, pauta e produção de matérias.

De Oscar Pilagallo, "A História da Imprensa Paulista" o leitor acompanha a trajetória do jornalismo no Estado desde o primeiro periódico, feito à mão, até a comunicação digital.

Reprodução
Obra narra os 50 anos de atividade da imprensa gay brasileira
Obra narra os 50 anos de atividade da imprensa gay brasileira

"Imprensa Gay no Brasil", escrito pela jornalista Flávia Péret, conta a história de militantes que se atreveram a publicar periódicos sobre homoafetividade na década de 1960.

Organizado por Nelson de Sá, "Diário da Corte" reúne textos de Paulo Francis (1930-1997), um dos maiores polemistas do Brasil. O livro apresenta os mais variados temas, como cinema, teatro, literatura, política internacional e redemocratização brasileira.

Em "Correspondente Internacional", Carlos Eduardo Lins da Silva explica a ocupação do jornalista que percorre o mundo atrás da notícia e quais são as origens da imagem glamourosa que a função adquiriu no decorrer do tempo.

"Jornalismo Político", escrito por Franklin Martins, narra o dia a dia da profissão e questiona a possibilidade de não se comprometer em conflitos de interesse e jogos políticos. Leia trecho do exemplar.

Em "Sem Medo de Errar", Alina Tugend, colunista do jornal "New York Times", relata como a correção feita por um leitor a tornou mais humilde. Leia o trecho.

 
Voltar ao topo da página