Saltar para o conteúdo principal
 
04/07/2012 - 15h00

Anderson Silva está certo em fazer reverência, diz livro

da Livraria da Folha

Divulgação
Guia para os rituais e etiqueta das artes marciais japonesas
Guia apresenta os rituais e etiqueta das artes marciais japonesas

Após terminar suas lutas no UFC (Ultimate Fighting Championship), Anderson Silva faz reverência ao seu adversário derrotado. A conduta, que já foi alvo das chacotas de Chael Sonnen, está correta segundo Dave Lowry, artista marcial, calígrafo e autor de "O Dojo e Seus Significados".

Veja DVDs sobre o UFC
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça nossa página no Facebook
Aprenda técnicas de MMA

Tanto quanto um golpe bem executado, outros aspectos das artes marciais não podem ser esquecidos, pois carregam sentido de disciplina e respeito. É o conjunto dos aprendizados que transformam o praticante em algo diferente de um simples atleta.

Para Lowry, "o ato de se fazer a reverência transmite sentimentos e atitudes que não poderiam ser demonstrados com um aperto de mão ou outro tipo de cumprimento. A reverência não tem comparação."

"Os Ogasawara eram verdadeiros guerreiros. Sua etiqueta não era uma afetação e sim um modo pelo qual um samurai estaria mais seguro entre outros lutadores, e poderia, simultaneamente, demonstrar não ter más intenções contra outras pessoas, se ele o desejasse", explica sobre o costume japonês. "Por séculos, as convenções quanto às maneiras do Osagawara ryu foram ensinadas apenas para a nobreza e para a classe samurai".

No sábado (7), em Las Vegas, acontecerá luta entre Silva e Sonnen, os dois melhores lutadores da categoria. Abaixo, Spider explica a importância das artes marciais na formação do caráter.

Vídeo

Dirigido por Pablo Croce, o título do documentário "Anderson Silva: Como Água" é inspirado em uma entrevista de Bruce Lee (1940-1973). Na declaração, o ator de "Operação Dragão" explica que o lutador deve ser "como água", ou seja, adaptável.

Livros também foram publicados neste ano. Em depoimento ao jornalista Eduardo Ohata, Anderson Silva conta a sua trajetória no livro "Anderson Spider Silva". "Em casa eu era apenas Anderson 'Peter Parker' Silva", brinca na introdução do exemplar. Ilustrado com aproximadamente 1.500 fotografias, "A Bíblia do MMA" reúne mais de 150 técnicas de luta.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página