Saltar para o conteúdo principal
 
09/08/2012 - 20h30

Monte sua estante com livros sobre eleições

da Livraria da Folha

Em 2012, os eleitores irão escolher seus prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Para se preparar para o pleito, a Livraria da Folha selecionou livros sobre o tema destinados tanto a quem vota quanto aos candidatos.

Divulgação
Interessa quem habita o universo da política, mas também a quem vota
Interessa quem habita o universo da política, mas também a quem vota

Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça nossa página no Facebook
Brasil deveria ter uma constituição sucinta; ouça análise

No livro "Emoções Ocultas e Estratégias Eleitorais" (Editora Objetiva, 2009), Antonio Lavareda, que já participou de 76 campanhas, analisa que elementos e circunstâncias influenciam as corridas eleitorais. Ele usa como referência vitórias recentes como as de Barack Obama, Lula e Fernando Henrique Cardoso.

A obra "A Geografia do Voto nas Eleições Presidenciais do Brasil: 1989-2006" (Vozes, 2010), por exemplo, traz um estudo detalhado e uma análise dos números que refletem a vontade política do povo brasileiro. Para chegar ao resultado final, os autores compilaram informações sobre os resultados das cinco últimas eleições presidenciais.

"Eleições na Estrada" (Publifolha, 2009) segue o mesmo caminho, traçando um perfil de quem concorre e de quem vai às urnas. A diferença é o método aplicado. Nesta obra, dois repórteres da Folha de S.Paulo relatam sua viagem aos confins do Brasil no segundo semestre de 2008, durante a cobertura de campanhas eleitorais em 30 municípios do interior do país.

Em "A Cabeça do Eleitor" (Record, 2008), o sociólogo Alberto Carlos de Almeida aborda de maneira clara e acessível o comportamento do povo na hora de votar. O autor baseou-se em estatísticas de mais de cem eleições municipais, estaduais e presidenciais. Para ele, o eleitor brasileiro coloca quase sempre em primeiro lugar a satisfação de suas necessidades básicas e está longe de ser ingênuo: não se deixa ludibriar facilmente nem mesmo pelas mais avançadas técnicas de comunicação e publicidade.

"Eleições 2.0" (Publifolha, 2009) discorre sobre como o uso das mídias sociais --como blogs, YouTube, Wikipédia e Orkut-- pelos candidatos e cidadãos tornou-se ferramenta essencial de comunicação e fator importante na corrida eleitoral.

Para conseguir o cargo pretendido, no entanto, não basta só saber usar a internet a seu favor. Em "Campanha Política" (A Girafa, 2006), o marqueteiro Jorge Oliveira orienta os profissionais de comunicação com mais de 250 dicas para melhorar a imagem de seus candidatos.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página