Saltar para o conteúdo principal
 
26/09/2012 - 16h52

Presidiárias são mais propensas a relação homoerótica, diz Varella

da Livraria da Folha

A solidão é a maior "culpada" pelo índice de relações homoafetivas nos presídios femininos. De acordo com a experiência do médico Dráuzio Varella, esse montante ultrapassa 80% da população carcerária do Estado de São Paulo.

Presidiários recebem visitas mais frequentes --família, namoradas, amigos-- do que mulheres na mesma situação. "A filha vai presa, acabou", afirmou Varella no pré-lançamento de "Carcereiros", que aconteceu no dia 20 deste mês em São Paulo.

Divulgação
Drauzio Varella apresenta a versão dos carcereiros sobre a vida na cadeia
Varella apresenta a versão dos carcereiros sobre a vida na cadeia

"Acho que é um segredo da alma feminina, a mulher vai presa e vira homossexual", disse. Voluntário por 13 anos na Casa de Detenção de São Paulo, Varella atende na Penitenciária Feminina da Capital.

O novo livro é o segundo de uma trilogia iniciada com "Estação Carandiru", publicado em 1999. O último da série será "Prisioneiras", ainda sem data de lançamento.

"A hierarquia da cadeia feminina é fluida", relatou sobre outra peculiaridade das detentas. "Vai bem que até alguém se emociona".

No evento, organizado pela editora Companhia das Letras, o autor também relacionou o nascimento de facções criminosas em São Paulo ao massacre do Carandiru.

"Estação Carandiru" vendeu mais de 500 mil exemplares e recebeu versão cinematográfica dirigida por Hector Babenco. "Carcereiros" tem lançamento previsto para o dia 1º de outubro.

*

"Carcereiros"
Autor: Drauzio Varella
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 232
Quanto: R$ 27 (preço promocional de pré-venda*)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página