Saltar para o conteúdo principal
 
28/09/2012 - 16h38

'NYT' disse que radioatividade era mentira japonesa

da Livraria da Folha

Pouco tempo depois de duas bombas atômicas aniquilarem Hiroshima e Nagasaki, o "New York Times" publicou em sua primeira página um artigo que afirmava que a radioatividade proveniente das explosões nucleares era "uma mentira da propaganda japonesa".

O texto foi assinado pelo redator de temas científicos William L. Laurence (1888-1977). A revelação rendeu a Laurence o Pulitzer. Ele também recebia dois salários --um do jornal norte-americano, outro do orçamento militar dos EUA.

Divulgação
Porque somos feitos de átomos, mas também de histórias
Porque somos feitos de átomos, mas também de histórias

Quem conta essa história é Eduardo Galeano em "Os Filhos dos Dias", livro que --em forma de calendário-- conta a trajetória humana sem se apegar a ordem cronológica.

Nessa colcha de retalhos, o escritor também transcende as fronteiras geográficas. Cada dia é uma aula sobre efemérides de todas as partes do planeta.

Em algumas datas, acontecimentos se interligam, como o fim da biblioteca de Alexandria e a destruição da biblioteca de Bagdá milênios mais tarde. Outros são pouco conhecidos ou curiosos, como o enterro de Marx que, contando com o coveiro, 11 pessoas compareceram.

O uruguaio Eduardo Galeano é o autor de "As Veias Abertas da América Latina", título premiado que já vendeu milhões de exemplares no mundo todo. Quando o livro foi escrito, o continente passava por uma verdadeira "pandemia" ditatorial. O escritor e jornalista foi exilado, retornando a Montevidéu, sua cidade natal, apenas em 1985.

*

"Os Filhos dos Dias"
Autor: Eduardo Galeano
Editora: L&PM Editores
Páginas: 432
Quanto: R$ 39,00 (preço promocional*)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página