Saltar para o conteúdo principal
 
15/07/2013 - 17h25

Nero foi injustiçado pelos cristãos, diz novo guia politicamente incorreto

da Livraria da Folha

Notório pela crueldade e pelo exagero, Nero entrou para a história como um incendiário megalomaníaco e algoz dos primeiros cristãos. Acusado de ser o responsável por um grande incêndio ocorrido em Roma, pelo martírio de são Paulo e são Pedro e por ter relações sexuais incomuns.

"Entre os crimes atribuídos a ele está o de ter executado milhares deles [cristãos] por culpá-los pelo incêndio na cidade", conta Leandro Narloch em "Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo", quarto livro da série publicada pela LeYa.

Divulgação
Nem Gandhi escapa de "Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo"
Nem Gandhi escapa do novo "Guia Politicamente Incorreto" de Narloch

Porém, defende o autor, sua culpa na tragédia nunca foi comprovada. Historiadores teriam induzido um equívoco que se cristalizou e chegou aos nossos tempos, principalmente durante os primeiros séculos da Era Cristã, quando Nero foi identificado como o próprio anticristo.

"O incêndio em Roma é só um entre tantos atos sórdidos atribuídos a Nero", diz. "Tácito, Suetônio e Dião Cássio, os três escritores que mais falaram sobre ele, retrataram-no como um jovem mais excêntrico e cruel que vilões de novela".

O Império Romano é o tema do primeiro capítulo do novo livro. Idade Média, Galileu, Revolução Industrial, paz mundial, samurais, fascistas, nazistas, Tibete, Gandhi, maio de 68, agrotóxicos, África e comunistas são outros assuntos abordados pelo autor.

Em "Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo", Narloch derruba mitos, combate ideias tradicionais e apresenta paradoxos da história, como a exploração do trabalho infantil em fábricas inglesas do século 19, as consequências do neocolonialismo e o sexo na Idade Média.

No primeiro livro da série, "Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil", Narloch narra a história do Brasil sem apego patriótico e contrariando as concepções marteladas em livros didáticos. Em 2009, ano de seu lançamento, "Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil" permaneceu entre os mais vendidos na categoria de não ficção. Chegou a receber nova tiragem.

Usando a mesma fórmula, "Guia Politicamente Incorreto da América Latina" foi escrito em parceria com Duda Teixeira. O título apresenta alguns dos personagens e fatos marcantes da história latino-americana. O segundo volume também figurou entre os campeões de vendas por meses.

O terceiro, "Guia Politicamente Incorreto da Filosofia", foi escrito por Luiz Felipe Pondé. O texto não é sobre a história da filosofia, mas apresenta ensaios sobre capitalismo, religião, mulheres, instintos humanos, preconceito, felicidade e covardia. Como os outros títulos, atraiu a curiosidade dos leitores.

Leia trecho de "Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo".

*

"Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo"
Autor: Leandro Narloch
Editora: LeYa
Quanto: R$ 31,90 (preço exclusivo de pré-venda*)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página