Saltar para o conteúdo principal
 
18/01/2014 - 10h30

Conheça a obra de Montesquieu

da Livraria da Folha

Um dos mais influentes filósofos do Iluminismo, Charles-Louis de Secondat, o barão de Montesquieu, nasceu no dia 18 de janeiro de 1689, em La Brède, França.

'O Idiota da Família', última grande obra de Sartre, é publicado no Brasil

Divulgação
Montesquieu é conhecido como o idealizador da divisão dos três poderes
Montesquieu é o idealizador da divisão dos três poderes

Montesquieu é conhecido como o idealizador da divisão do poderes do Estado em três: Legislativo, Executivo e Judiciário. O filósofo exerceu cargos administrativos, atuou em questões judiciais e colaborou na "Enciclopédia", de Diderot (1713-1784) e D'Alembert (1717-1783).

Publicada no século 18, "Cartas Persas" é um relato epistolar, por meio dos personagens Usbek e Rica. O autor critica instituições políticas, costumes e Igreja. Um sátira de época que lhe rendeu fama como escritor.

Sua obra-prima, "Do Espírito das Leis", serviu como inspiração para as "Declarações dos Direitos do Homem e do Cidadão". O volume examina conceitos políticos, formas de governo. Leitura obrigatória para a ciência política.

Em "O Gosto", o filósofo discorre sobre as sensações provocadas pela contemplação de uma obra de arte, pintura, arquitetura, teatro.

"Vocabulário de Montesquieu" auxilia quem deseja descobrir a revolução metodológica de Montesquieu. Publicado pela WMF Martins Fontes e escrito por Céline Spector, o volume traz termos e explicações para se enveredar nos textos do filósofo.

 
Voltar ao topo da página