Saltar para o conteúdo principal
 
31/01/2014 - 16h40

'Diário de um Exorcista' expõe prática proibida pelo Vaticano

FABIO ANDRIGHETTO
da Livraria da Folha

Para realizar um exorcismo, um sacerdote católico deve receber autorização. Essa resolução eclesiástica é complexa e exige provas. Sem isso, nenhum padre pode decidir expulsar um demônio. Porém, mesmo que você não acredite no Diabo, os exorcistas existem.

Renato Siqueira e Luciano Milici procuraram, encontraram e entrevistaram esses homens que se dedicam a lutar contra o mal. O livro "Diário de um Exorcista", que deve chegar ao cinema neste ano, é o resultado dessa pesquisa que levou dois anos.

Escrito como um thriller de terror, a história se passa nas décadas de 1950 e 1960 e conta as experiências do padre Lucas Vidal. A pedido das famílias que passaram por exorcismo e dos próprios sacerdotes, os nomes das cidades e dos envolvidos foram trocados. Alguns personagens foram criados para dar forma à trama.

Milici compara a ação dos exorcistas à prática das benzedeiras. "Tendo ou não a permissão do bispo, ele [o padre] está realizando algo emergencial", contou em entrevista à Livraria da Folha. Ouça.

Divulgação
história é contada em seus mais aterrorizantes e inacreditáveis detalhes
Autores narram exorcismos em seus mais aterrorizantes detalhes

Ouça

O texto foi concebido originalmente para o longa. Siqueira buscava relatos de exorcismos reais para produzir um filme diferente no cinema brasileiro. Ele ressalta que apenas José Mojica Marins, o Zé do Caixão, com "Exorcismo Negro", abordou o tema no Brasil.

Entre os relatos coletados, ele se impressionou com o "ritual da cruz", método que consiste em crucificar um possuído. Supostamente, os demônios, apesar de não sentirem a dor física, não suportariam passar pela "humilhação". Segundo o autor, as cicatrizes não deixam dúvidas de que algo aconteceu.

Ouça

Renato Siqueira, cineasta, roteirista e escritor, é responsável pelo curso de interpretação para cinema e televisão do Senac. A aula é fundamentada nas técnicas de Sanford Meisner (1905-97), considerada nos EUA uma das eficientes na preparação de atores. Luciano Milici também assina "A Página Perdida de Camões", publicado pela Generale. O livro foi adotado por escolas como complemento no ensino de literatura.

*

DIÁRIO DE UM EXORCISTA
AUTORES Luciano Milici e Renato Siqueira
EDITORA Generale
QUANTO R$ 33,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

 
Voltar ao topo da página