Saltar para o conteúdo principal
 
07/04/2014 - 11h38

Charles Miller é o pai da cartolagem no Brasil, diz 'Guia Politicamente Incorreto do Futebol'

da Livraria da Folha

A imagem mítica de Charles Miller voltando da Europa com duas bolas de futebol para "catequizar" os brasileiros como o esporte que viria a ser a paixão nacional é apenas uma lenda. Segundo "Guia Politicamente Incorreto do Futebol", de Leonardo Mendes Jr. e Jones Rossi, Miller não é o pai do futebol no Brasil, é o pai da cartolagem.

"Desde meados do século 19 há registros da prática do futebol por marinheiros no litoral brasileiro. Ingleses, franceses e holandeses, a bordo de navios mercantes ou de guerra, que aproveitavam uma escala ou a chegada ao destino definitivo para bater uma bola", contam.

Divulgação
No meio dos clichês futebolísticos existem as teses cambaleantes e muitos mitos
No meio dos clichês futebolísticos existem as teses cambaleantes

Com a Revolução Industrial e a presença de trabalhadores europeus na América do Sul, especialmente na construção da linha férrea, no comércio e nas fábricas, algumas partidas não oficiais já aconteciam neste continente.

De acordo com os autores, "o futebol brasileiro nasceu da sua mais legítima expressão: dois times improvisados, na beira da praia, time com camisa de um lado, time sem camisa do outro, linhas riscadas na areia, gols delimitados por pedaços de qualquer coisa e alguns goles de cerveja na cabeça. Uma pelada legítima, sem dono, sem juiz e sem cartola".

Em 14 de abril de 1895, entre as ruas do Gasômetro e Santa Rosa, em São Paulo, o São Paulo Railway enfrentou The Gas Works Team no primeiro jogo oficial, com uma espécie de súmula e seguindo as regras consolidadas pela Universidade de Cambridge. Ou seja, Miller organizou, mas não trouxe o futebol para o Brasil.

Em "Guia Politicamente Incorreto do Futebol", Mendes Jr. e Rossi combatem ideias preconcebidas e "verdades irrefutáveis" do mundo da bola. Entre os mitos do esporte, eles colocam em jogo episódios famosos futebol e clichês futebolísticos. A Democracia Corintiana e a seleção de 1982, além de personalidades como Galvão Bueno e Ricardo Teixeira, são assuntos debatidos e questionados.

*

GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DO FUTEBOL
AUTORES Leonardo Mendes Jr. e Jones Rossi
EDITORA LeYa
QUANTO R$ 32,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

 
Voltar ao topo da página