Saltar para o conteúdo principal
 
02/10/2014 - 17h03

Monte sua estante com livros sobre psicopatas

da Livraria da Folha

A Livraria da Folha reuniu alguns livros que contam histórias de psicopatas e como identificá-los no dia a dia. Psicopatas levam uma vida aparentemente normal, estão presentes no meio corporativo, na população carcerária e nas redes sociais.

Divulgação
Nesse livro, o vampiro de Niterói, Chico Picadinho e Pedrinho Matador
Nesse livro, o vampiro de Niterói, Chico Picadinho e Pedrinho Matador

Conheça o criador da escala usada para medir a psicopatia

"Mentes Perigosas: O Psicopata Mora ao Lado", publicado originalmente em 2008, ganhou reedição, revista e ampliada, com a análise do caso Nardoni e do caso Eloá.

Em "Serial Killers: Anatomia do Mal", Harold Schechter, especialista em crimes do gênero, defende que assassinos em série sempre existiram e pensar que eles são um fenômeno estritamente contemporâneo ou norte-americano é ingenuidade. Leia trecho.

A psicoterapeuta Patricia Faur, especializada em dependências afetivas, investiga como um relacionamento que começou com juras de amor pode acabar no tribunal no livro "Amores que Matam". O livro, com o subtítulo "Quando um Relacionamento Inadequado Pode Ser Tão Perigoso Quanto Usar uma Droga", reúne estudos sobre codependência e estresse conjugal e trata dos relacionamentos que se tornaram violentos e nocivos.

Divulgação
Frieza, perversidade e falta de sensibilidade produzem o mal em escalas inimagináveis
Frieza e perversidade produzem o mal em escalas inimagináveis

A cada capítulo de "Como Identificar um Psicopata", o leitor encontra casos reais que servem para exemplificar os graus de psicopatia, como os colegas de trabalho altamente agressivos. Kerry Daynes trabalhou com alguns dos criminosos mais complexos da Inglaterra. Para escrever o volume, contou com a parceria da jornalista e escritora Jessica Fellowes.

No livro "Trabalhando com Monstros", o psiquiatra John Clarke explica como funciona a mente das pessoas que têm atitudes nocivas no ambiente de trabalho e como é possível se proteger e evitar os efeitos de suas ações.

Clarke ensina a identificar cada um destes comportamentos e revela como eles são usados para manipular os funcionários e até os rumos da empresa. Em seguida, o autor expõe o efeito psicológico que as atitudes malignas provocam nas vítimas dos "monstros". Para evitar estes malefícios, o médico sugere técnicas para se blindar e vacinar os demais funcionários contra o comportamento destrutivo.

Publicado no Brasil pela editora Universo dos Livros, "O Diário de Jack, o Estripador" apresenta o controverso relato do suposto autor dos crimes hediondos que aconteceram em Whitechapel, um bairro pobre de Londres, no fim do século 19. Um serial killer relatar seus crimes ou produzir provas desse gênero não é algo incomum. Fred West, Pee Wee Gasking e Charles Manson, entre outros, deixaram registrados seus atos e pensamentos, tudo com um exuberante egocentrismo patológico.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

-

 
Voltar ao topo da página