Saltar para o conteúdo principal
 
28/05/2015 - 17h03

Rainha Elizabeth preferiu fazer cirurgia a ver Mick Jagger virar sir

da Livraria da Folha

Divulgação
Autor explora relacionamentos de Jagger e bastidores da banda
Autor explora relacionamentos de Jagger e bastidores da banda

Em 1997, pouco depois de se tornar primeiro-ministro da Inglaterra, Tony Blair propôs acrescentar o nome de Mick Jagger à lista de honrarias. O vocalista do The Rolling Stones receberia o segundo mais importante título concedido pela rainha - só ficando atrás do pariato -, e sua honraria seria maior que a de diversos humanitários, cientistas, diplomatas e acadêmicos.

Não deu certo. O pedido do primeiro-ministro enfrentou forte oposição da rainha e, durante os cinco anos seguintes, Tony Blair continuou tentando - apenas para ter sua sugestão descartada repetidamente. Em 2003, porém, o astro do rock finalmente ganhou seu título. Mas foi pelas mãos do príncipe Charles, pois a rainha Elizabeth preferiu fazer uma cirurgia no joelho em vez de comparecer à cerimônia.

Essa é uma das histórias contadas pelo biógrafo Christopher Andersen em "Mick - A Vida Louca e o Gênio Selvagem de Jagger". Após entrevistar amigos, familiares, companheiros do showbizz e profissionais da indústria da música, o autor revela detalhes sobre os relacionamentos de Jagger com celebridades, as discussões com Keith Richards e os bastidores das turnês da banda ao redor do mundo.

A cirurgia da rainha Elizabeth não era urgente e poderia ter sido realizada a qualquer momento do ano anterior. Segundo um membro sênior da corte, "a rainha olhou o nome de Mick Jagger naquela lista e não havia quem a fizesse participar daquilo. Então ela simplesmente arrumou outro compromisso".

O autor explica que a profissão da Jagger não tinha nada a ver com o problema, tanto é que outros artistas receberam a honraria, como Paul McCartney e Elton John. A diferença é que Jagger não apoiava causas humanitárias, tinha uma vida pessoal cheia de escândalos e havia zombado - publicamente - da família real diversas vezes.

No dia 12 de dezembro de 2003, no Palácio de Buckingham, Jagger foi condecorado sir, vestindo um terno com lapelas de couro e com tênis Adidas nos pés.

Quem não gostou da notícia foi Keith Richards. "Fiquei furioso quando soube. Achei ridículo aceitar um dos brinquedos do establishment quando eles fizeram o máximo possível para nos jogar na cadeia e até nos matar uma vez". Ao que Jagger respondeu: "É um pouco como uma criança chorona que não ganhou sorvete. Alguém ganha um e todos querem. Não é nenhuma novidade".

*

MICK JAGGER - A VIDA LOUCA E O GÊNIO SELVAGEM DE JAGGER
AUTOR Christopher Andersen
EDITORA Fontanar
QUANTO R$ 33,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página