Saltar para o conteúdo principal
 
16/09/2015 - 16h53

'Minha Vida Dava um Livro' traz atividades e listas para organizar leituras

da Livraria da Folha

Divulgação
Com citações autores contemporâneos, livro traz espaços para preencher com loucuras literárias, playlists e indicações de leituras
Com citações de autores contemporâneos, livro traz espaços para preencher com loucuras literárias e playlists

Loucos por livros costumam viver experiências muito parecidas no dia a dia. Quantas vezes você viveu alguma situação tão inusitada que pensou que poderia estar dentro de um livro? Já perdeu o ponto porque ficou lendo? Ou ficou com sono durante o dia após passar a noite em claro terminando um capítulo? Perdeu a conta de quantas histórias leu? Tem dificuldade para guardar todos os seus livros numa estante só?

Foi pensando nisso que os blogueiros - e amantes dos livros - Guilherme Cepeda e Larissa Azevedo decidiram criar o "Minha Vida Dava um Livro".

Intercalando citações de nomes consagrados como Hans Christian Andersen e autores contemporâneos do segmento jovem como John Green, Stephen Chbosky e J.K. Rowling, o livro propõe desafios diversos e traz listas organizadoras, espaços para preencher com loucuras literárias, playlists, finais alternativos e indicações de leituras.

Abaixo, confira algumas imagens internas e veja três dicas dos autores para escrever o livro da sua vida.

*

1. Escreva sobre o que você gosta
Não adianta escolher um tema qualquer. Antes de começar a escrever um livro, você tem de pensar muito bem na escolha do tema. Se você gosta de um tema, mas não se sente muito confortável em escrever sobre ele, pesquise até que se sinta confortável, faça anotações e depois comece a escrever.

2. Planeje-se
Você não precisa estruturar sua história por completo. Para começar, recomendo que estruture sua história em tópicos (ou da forma que for melhor para você), definindo começo, meio e fim. Pode parecer óbvio, mas se você não define esses três pontos pode acabar se perdendo no meio da narrativa, o que acaba dificultando o processo de escrita e consequentemente a construção da sua história.

3. Anote tudo
Desde a ideia mais besta, até aquele pensamento que você tem ao acordar. Anote TUDO, pois aquilo pode virar uma ideia genial que vai ajudar (e muito) no seu livro. Não desperdice nada, e saiba que as melhores ideias aparecem nas horas mais bizarras. Pode ser enquanto você está no ônibus, no banho, tentando dormir ou até quando estiver relaxando assistindo uma série. Ideias valem ouro, e você não pode desperdiçá-las.

*

MINHA VIDA DAVA UM LIVRO
AUTOR Guilherme Cepeda e Larissa Azevedo
EDITORA Única
QUANTO R$ 19,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página