Saltar para o conteúdo principal
 
06/02/2016 - 17h09

FHC registrou cotidiano da presidência em gravador; conheça 'Diários da Presidência'

da Livraria da Folha

Divulgação
Em pouco mais de 900 páginas, FHC relata as hesitações do cotidiano, tece comentários sobre o governo e aponta intrigas a seu redor
Em 900 páginas, FHC relata hesitações do cotidiano, tece comentários sobre o governo e aponta intrigas a seu redor

Durante seus dois mandatos como Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso manteve o hábito quase semanal de registrar, num gravador, o dia a dia do poder. Os relatos dos dois primeiros anos compreendem quase 90 horas de gravação, que foram decupadas a partir de 44 fitas cassete. O resultado é o livro "Diários da Presidência".

Em pouco mais de 900 páginas, FHC relata hesitações do cotidiano e os julgamentos duros de amigos próximos, tece comentários sobre o governo, reclamações da imprensa e aponta intrigas a seu redor.

Os áudios foram transcritos por Danielle Ardaillon, curadora do acervo da Fundação Instituto Fernando Henrique Cardoso. Todos os textos foram revistos pelo autor e pela editora.

Lançado pela editora Companhia das Letras, o livro é o primeiro de uma série de quatro volumes bianuais. O primeiro traz textos escritos entre 1995 e 1996. A editora planeja concluir a publicação dos diários em meados de 2017.

Abaixo, confira as capas dos próximos volumes da coleção.

Divulgação
Capas dos próximos volumes de "Diários da Presidência", série que será publicada até meados de 2017
Capas dos próximos volumes de "Diários da Presidência", série que será publicada até meados de 2017

*

DIÁRIOS DA PRESIDÊNCIA
AUTOR Fernando Henrique Cardoso
EDITORA Companhia das Letras
QUANTO R$ 63,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página