Saltar para o conteúdo principal
 
17/02/2016 - 15h29

Vencedor do Pulitzer, 'A Cor Púrpura' ganha nova edição; leia trecho

da Livraria da Folha

Divulgação
Livro conta a história de Celie, uma mulher negra, pobre e praticamente analfabeta que vive uma vida de abusos
Livro conta a história de Celie, uma mulher negra, pobre e praticamente analfabeta que vive uma vida de abusos

Escrito por Alice Walker, "A Cor Púrpura" conta a história de Celie, uma mulher negra, pobre e praticamente analfabeta que vive no sul dos Estados Unidos na primeira metade do século 20.

Brutalizada desde a infância, a jovem foi estuprada pelo padrasto. Depois, casou-se com Albert, um viúvo violento que enxergava a esposa como empregada e não hesitava em impor sofrimentos físicos e morais rotineiramente.

Romance vencedor do Pulitzer e do National Book Award de 1983, "A Cor Púrpura" é narrado através de cartas escritas pela protagonista. Nela, Celie relata a Deus e a sua irmã Nettie, em linguagem simples, porém bastante emocionada, os abusos que sofre cotidianamente.

O livro chega às livrarias pela editora José Olympio, selo do Grupo Editorial Record. Reeditado e revisado, a edição ganhou nova capa e um projeto gráfico inédito.

Em 1985, o livro inspirou um filme dirigido por Steven Spielberg, que foi indicado em 11 categorias do Oscar. No elenco estão Oprah Winfrey e Whoopi Goldberg, vencedora do Globo de Ouro por sua interpretação de Celie.

Abaixo, leia um trecho do livro.

*

Querido Deus,

Parece que ele num pode mais nem olhar pra mim. Fala queu sou má e sempre quero fazer coisa ruim. Ele levou meu outro nenê também, um minino dessa vez. Mas eu num acho que ele matou não. Acho que ele vendeu prum homem e a esposa dele, lá em Monticello. Eu fiquei com os peito cheio de leite iscorrendo encima de mim. Ele falou Por que você num se veste direito? Bota alguma coisa. Mas que é queu tenho pra botar? Eu num tenho nada.

Eu fico pensando que ele bem podia achar alguém pra casar. Eu vejo ele olhando pra minha irmãzinha. Ela tá cum medo. Mas eu falei que vou tomar conta dela. Cum ajuda de Deus.

-

Querido Deus,

Ele me bateu hoje porque disse queu pisquei prum rapaz na igreja. Eu pudia tá com uma coisa no olho, mas eu num pisquei. Eu nem olho pros homem. Essa é que é a verdade. Eu olho pras mulher, sim, porque num tenho medo delas. Talvez porque minha mãe me botou maldição o senhor acha queu fiquei com raiva dela. Mas não. Eu sentia pena da mamãe. Tentar acreditar na história dele matou ela.

Tem vez que ele inda fica olhando pra Nettie, mas eu sempre atrapalho ele. Agora eu vou dizer pra ela casar com o Sinhô_. Num vou dizer por quê.

Eu vou dizer Casa com ele, Nettie, e tenta ter um ano bom na sua vida. Depois disso, eu sei que ela vai ter barriga. Mas eu, nunca mais. Uma minina na igreja disse que a gente pega barriga quando sangra todo mês. Eu num sangro mais.

*

A COR PÚRPURA
AUTOR Alice Walker
TRADUTOR Betúlia Machado, Maria José Silveira e Peg Bodelson
EDITORA José Olympio
QUANTO R$ 41,90 (preço promocional *)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página