Saltar para o conteúdo principal
 
22/09/2017 - 12h30

Antropólogo investiga ligações entre corruptos e intelectuais em livro

da Livraria da Folha

Divulgação
Baseado em inúmeros pensadores de direita, autor procura entender papel de intelectuais na atual crise que o país atravessa
Baseado em inúmeros pensadores de direita, autor procura entender papel de intelectuais na atual crise do país

Doutor em antropologia social, Flávio Gordon procura explicar a atual crise brasileira por um viés pouco discutido em "A Corrupção da Inteligência".

No livro, publicado pela editora Record, ele busca responder qual o papel do intelectuais brasileiros nos fatores que levaram figuras como Lula e Dilma Rousseff ao poder.

O autor segue uma linha investigativa que passa por Olavo de Carvalho, Mário Ferreira dos Santos, Julien Benda, Raymond Aron, Theodore Dalrymple e Eric Voegelin e que tem como premissa analisar os intelectuais como os mesmo instrumentos de análise utilizados por eles.

A obra analisa acontecimentos do período pós ditadura militar e crítica setores da mídia e do entretenimento, dominados, em sua opinião, por uma mentalidade de esquerda. Gordon, que no livro afirma ter votado em Lula em 2002, diz que percebeu na cerimônia de posse que "ali já estava claro que o homenzinho de Garanhuns não podia corresponder à imagem que dele faziam".

Carioca, nascido em 1979, Flávio Gordon atua como tradutor e escritor com artigos sobre cultura e política publicados em diversas plataformas digitais, entre elas o jornal "Gazeta do Povo" e o portal "Senso Incomum".

*

A CORRUPÇÃO DA INTELIGÊNCIA
AUTOR Flávio Gordon
EDITORA Record
QUANTO R$ 39,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página