Saltar para o conteúdo principal
 
31/07/2018 - 17h36

Filho de João Goulart relembra histórias do exílio da família em livro

da Livraria da Folha

Divulgação
João Vicente, filho do ex-presidente João Goulart, narra as memórias da família durante os anos de exílio em livro
João Vicente, filho do ex-presidente João Goulart, narra as memórias da família durante os anos de exílio em livro

João Vicente Goulart, filho do presidente deposto pelo golpe militar de 1964, narra as memórias da família no exílio no livro "Jango e Eu", publicado pela Civilização Brasileira.

O autor tinha 7 anos quando, na noite do dia 31 de março de 1964, uma agitação diferente tomou conta dos corredores da Granja do Torto, uma das residências oficiais do presidente da República.

Telefonemas, cuidados especiais e, na manhã do dia seguinte, malas arrumadas para uma viagem que parecia ser curta. Nada de brinquedos. Nem da pompa que cercava os deslocamentos da família. O avião também não era o da Força Aérea Brasileira (FAB).

Viajaram para Porto Alegre ele, a irmã Denize e a mãe Maria Thereza. Depois para São Borja e só então para o Uruguai.

No livro, João Vicente relembra a trajetória da família, reconstrói diálogos de Jango em casa, com os amigos e políticos que iam visitá-lo, conta como era o dia a dia dele e da irmã, que precisaram aprender uma nova língua, frequentar uma nova escola, fazer novos amigos e se habituar ao clima frio do Uruguai e à distância da família e amigos que ficaram no Brasil.

A saudade de coisas banais, como o chiclete Ping pong da infância, o doce de abóbora, a goiabada e o guaraná se misturavam à falta que fazia a casa, a rotina, o cachorro que ficou para trás.

João Vicente revive cada sentimento, contando das viagens do pai pela Europa e América Latina a fim de encontrar os exilados brasileiros que se juntavam na esperança de encontrar uma estratégia para o retorno, entre eles políticos como Darcy Ribeiro e artistas como Glauber Rocha.

O autor relata a vida de mudanças. Aborda a compra das fazendas no Uruguai, os novos negócios do pai, que, impedido de fazer política, voltou a ser um empresário do campo, a saída forçada do país, quando os militares do Cone Sul se uniram na operação Condor e passaram a perseguir os adversários dos regimes ditatoriais em países vizinhos. João Vicente revela também as torturas por que passou numa prisão no Uruguai, pouco antes de o pai decidir mandá-lo de vez para a Europa, e o clima sombrio que levou a família a se mudar mais uma vez.

Fundador e presidente do Instituto Presidente João Goulart, João Vicente Goulart foi deputado estadual (1982-1986) e integrou o Conselho de Acompanhamento da Sociedade Civil, da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. Em 1998 assumiu a presidência do Instituto de Terras do Rio de Janeiro (Iterj), a convite do governador Leonel Brizola. Em 2000 assumiu a Subsecretaria de Agricultura, no estado do Rio de Janeiro, implantando o Banco da Terra, do qual foi presidente.

*

JANGO E EU
AUTOR João Vicente Goulart
EDITORA Civilização Brasileira
QUANTO R$ 67,75 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página