Saltar para o conteúdo principal
 
03/07/2018 - 09h01

Baseado em caso real, livro narra história de amor em Auschwitz; leia trecho

da Livraria da Folha

Divulgação
Autora conheceu história real do casal Lale e Gita em 2003; romance é inspirado no caso de amor que nasceu em campo de concentração
Autora conheceu história real do casal Lale e Gita em 2003; romance é inspirado no caso de amor

Escrito por Heather Morris, "O Tatuador de Auschwitz" conta uma história baseada em fatos reais situada no campo de concentração nazista.

Lale Sokolov e Gita Fuhrmannova, dois judeus eslovacos, se conheceram em um dos lugares mais terríveis lugares que a humanidade já viu.

Lá, ele foi incumbido de tatuar os números de série dos prisioneiros que chegavam trazidos pelos nazistas.

Apesar de ser acusado de compactuar com os carcereiros, Lale, no entanto, aproveitava sua posição privilegiada para ajudar outros prisioneiros, trocando joias e dinheiro por comida para mantê-los vivos.

Nascida em Te Awamutu, na Nova Zelândia, Heather Morris tem formação em roteiro profissional na Faculdade Australiana de Jornalismo.

Leia abaixo um trecho de "O Tatuador de Auschwitz".

*

PRÓLOGO

Lale tenta não erguer os olhos. Estende a mão para pegar o pedaço de papel que lhe entregam. Precisa transferir os cinco dígitos à moça que o segura. Já há um número ali, mas se apagou. Ele pressiona a agulha no braço esquerdo dela, fazendo um três, tentando ser delicado. O sangue irrompe. Mas a agulha não foi fundo o bastante e ele tem de riscar o número de novo. Ela não se retrai com a dor que Lale sabe estar causando. Eles foram alertados - não digam nada, não façam nada. Ele limpa o sangue e esfrega tinta verde no ferimento.

- Depressa! - sussurra Pepan.

Lale está demorando muito. Tatuar braços de homens é uma coisa; machucar o corpo de jovens mulheres é aterrorizante. Ao levantar os olhos, Lale vê um homem com um jaleco branco caminhando lentamente ao longo da fileira de moças. De vez em quando, ele para e analisa o rosto e o corpo de uma jovem amedrontada. Por fim, ele se aproxima de Lale. Enquanto Lale segura o braço da garota com o máximo de delicadeza, o homem agarra o rosto dela e o vira com violência de um lado a outro. Lale encara os olhos aterrorizados. Ela mexe os lábios, pronta para falar. Lale aperta seu braço com força para detê-la. Ela olha para ele, e ele faz, sem emitir som:

- Shh.

O homem de jaleco branco solta o rosto dela e se afasta.

- Muito bem - sussurra ele ao voltar a tatuar os números que faltam: 4 9 0 2.

Ao terminar, segura o braço dela um instante além do necessário, olhando de novo em seus olhos. Ele força um breve sorriso. Ela retribui com um mais discreto. Mas os olhos dela dançam diante dele. Olhando para eles, o coração de Lale parece, ao mesmo tempo, parar e começar a bater pela primeira vez, forte, quase ameaçando pular para fora do peito. Ele olha para o chão, que treme sob seus pés. Outro pedaço de papel lhe é entregue.

- Depressa, Lale! - Pepan sussurra com urgência.

Quando ele volta a olhar para a frente, ela se foi.

*

O TATUADOR DE AUSCHWITZ
AUTORA Heather Morris
EDITORA Planeta
QUANTO R$ 37,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página