Saltar para o conteúdo principal
 
09/08/2018 - 10h30

Autora aborda os mistérios da vida financeira em 'O Misterioso Significado do Dinheiro'

da Livraria da Folha

De maneira leve e divertida, Nathalie Trutmann explica como seu contexto familiar e suas escolhas de vida moldaram sua relação com o complexo mundo financeiro em "O Misterioso Significado do Dinheiro".

Sem a pretensão de apresentar fórmulas precisas, a autora introduz conceitos sobre o tema para fazer o leitor refletir sobre as suas próprias decisões e sobre um dos maiores tabus do mundo: o dinheiro.

Suíço-guatemalteca radicada no Brasil, Nathalie Trutmann se autotitula sonhadora irremediável e se interessa pelas contradições e motivações do comportamento humano. É managing director da Hyper Island para América Latina, embaixadora da Singularity University no Brasil e chief magic adviser da FIAP. É apaixonada pelo poder da educação e está constantemente à procura de iniciativas que possam transformar a jornada das pessoas, principalmente de jovens e executivos.

Abaixo, leia um trecho do livro.

*

Qual é o misterioso significado do dinheiro?

Admiro a coragem de Nathalie Trutmann em levantar essa questão e ainda ter a ousadia maior de escrever um livro sobre esse tema, assumindo esse risco para desvendar um dos grandes mistérios da existência no mundo de hoje.

Por mais que tenhamos convicções pessoais, políticas e valores atrelados ao significado do dinheiro em nossas vidas, o tema em si é um enigma. Diante desse desafio, me isento de qualquer abordagem política, moral ou de valor e trago o dinheiro como uma tecnologia que vem sendo utilizada no espaço e no tempo de nossa existência como seres humanos.

Divulgação
Autora explica como suas escolhas de vida moldaram a sua relação com o complexo mundo financeiro
Nathalie Trutmann explica como suas escolhas de vida moldaram a sua relação com o complexo mundo financeiro

Uma tecnologia que carrega virtudes e contradições, com poder viabilizador e destruidor, liberdade e aprisionamento. Tudo que é muito potente, se não bem cuidado, acaba sendo levado ao extremo e, consequentemente, pode gerar desequilíbrios. Então, para mim, entender o significado do dinheiro como um processo de autenticação e feedback na sociedade parece ser um caminho bem interessante entre os muitos com os quais já trabalhei.

Compartilho aqui uma história que ajuda a explicar o que penso.

Um estrangeiro - que chamamos carinhosamente de gringo - chegou a uma pequena cidade na Amazônia (e, pelo fato de ser na Amazônia, a história pode ser até tratada como lenda). Entrou na recepção do Hotel Royal onde estava uma moça simpática e bonita, uma
legítima cabocla, que perguntou se ele precisava de alguma coisa. E, então, ele respondeu:

- Estou procurando um quarto para pernoitar.

Visto que estava em baixa temporada e muito pouco estava acontecendo na cidade, ela prontamente disse:

- Custa 50 reais, o senhor paga adiantado e já pode levar a chave.

Aí o gringo perguntou de volta:

- E se eu não gostar do quarto e não quiser ficar aqui?

- Eu te devolvo o dinheiro - ela retrucou.

Ele, então, deixou o dinheiro com a moça e subiu para o quarto.

Confiante de que o gringo iria gostar do quarto, a cabocla saiu correndo com a nota de 50 reais e foi pagar uma dívida que tinha na farmácia da esquina.

A moça da farmácia ficou muito feliz, pegou a mesma nota e saiu correndo para pagar a dívida de 50 reais que tinha com a cabeleireira. A cabeleireira, aliviada, agarrou os mesmos 50 reais e logo tratou de pagar sua dívida no supermercado. O dono do supermercado estava devendo 50 reais no mesmo Hotel Royal, referente à estadia de seu primo vindo de Santarém, que ele ainda não havia pagado.

A cabocla faceira do Hotel Royal recebeu de bom grado os 50 reais do dono do supermercado. Então, quando ela menos esperava, o gringo desceu e disse:

- Não gostei do quarto, quero os meus 50 reais de volta.

A moça tranquilamente devolveu a nota de 50 reais, e o gringo foi embora em busca de outra pousada.

Um mistério simples: quatro dívidas de 50 reais entre quatro pessoas diferentes, em um mesmo bairro, em uma pequena cidade. Um valor total da dívida, sem juros, de 200 reais. Mas quando uma pessoa disponibilizou 50 reais como caução, conseguiu liquidar a dívida de 200 reais de quatro pessoas diferentes pelo simples fato de fazer o dinheiro circular e se dirigir para os lugares certos.

Vocês já devem ter ouvido falar de "liquidez do sistema financeiro". Toda vez que eu ouvia essa palavra - liquidez - sempre me vinha à cabeça a palavra líquido e, a partir dela, pensava no elemento tecnológico água. Na minha infância, sempre ouvia falar que dinheiro
não é mato e, de fato, não é; e hoje é um elemento que se parece mais com o fogo e pouco com a água.

O enigma no qual penso hoje é: como transmutar fogo em água e fazer com que o dinheiro possa cumprir sua missão primordial, que é circular, irrigar, nutrir e possibilitar? Aí está o convite para mergulharmos nessa aventura para a qual Nathalie Trutmann nos convida: desvendar o misterioso significado do dinheiro.

*

O MISTERIOSO SIGNIFICADO DO DINHEIRO
AUTOR Nathalie Trutmann
EDITORA LeYa
QUANTO R$ 31,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página