Saltar para o conteúdo principal
 
16/09/2012 - 20h30

Aprenda a se vestir adequadamente para o trabalho; veja guia fashion

da Livraria da Folha

Que roupa ir à primeira entrevista de emprego? Qual o traje mais indicado para um ambiente mais formal? Em dia de reunião importante é permitido ir de saia? Essas e outras dúvidas costumam aparecer justamente quando olhamos para o nosso armário e não sabemos o que usar nessas ocasiões.

Divulgação
Saiba como se comportar em situações formais de emprego
Saiba como se comportar em situações formais de emprego

Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça nossa página no Facebook
Visite a estante dedicada aos relacionamentos
Pais e mães abandonaram suas responsabilidades, diz autor

A consultora de imagem e jornalista Vanessa Barone pesquisa moda e comportamento há mais de 15 anos e resolveu reunir seu conhecimento em uma espécie de guia, o "Descomplique".

Cada profissão ou atividade precisam de um traje específico e o bom senso tem virado artigo de luxo nos dias de hoje, acredita a autora.

A obra oferece orientações sobre como se vestir em festas, no cotidiano familiar, em relacionamentos amorosos, em eventos sociais e também dá dicas de etiqueta para casamentos e coquetéis.

Leia trecho e não erre:

*

Profissionais com figurino formal (Advogados, banqueiros, consultores e executivos em geral)
O desafio é quebrar a monotonia do trio costume+ camisa+ gravata e amenizar uma imagem de rigidez exagerada.

Homem

  • Não fique só nos tecidos lisos. Grandes blocos de cores lisas cansam a vista. Use um costume com padronagem discreta, como risca de giz ou olho de perdiz: elas dão bossa ao visual.
  • Quando a situação permitir, substitua o costume preto ou marinho pelo cinza-claro: as cores mais suaves aproximam e facilitam a interação.
  • Outra opção para os dias que não requerem formalidade máxima é usar o costume e a camisa sem gravata. Já deixou de ser esquisito ver homens vestidos assim.
  • Brinque de misturar: a camisa com padrão xadrez(fundo branco) com gravata listrada. Ou mesmo os três elementos - camisa, costume e gravata- com padrões diferentes. O segredo é escolher peças com uma cor predominante: cinza ou azul, por exemplo.

Mulher

  • Não precisa usar tubinho de tecido liso. Vale usar uma estampa geométrica discreta. Fica chique.
  • Quem trabalha de terninho ou tailleur pode optar por um estilo mais contemporâneo e combiná-lo a uma blusa de decote "V" ou canoa.
  • Troque joia por uma bijuteria sofisticada. Não é por que você é uma executiva que precisa usar colar de pérolas todos os dias.

Profissionais com figurino informal (Jornalistas, publicitários, estilistas, vendedores)
Eles costumam transitar em vários ambientes, mas a maior parte do tempo estão vestidos de forma casual. Precisam tomar cuidado para não parecerem à vontade demais ou imaturos para a função.

Homem

  • Um bom truque para parecer um profissional mais sério é adotar cores escuras e peças estruturadas( troque a calça de sarja clara por uma de alfaiataria preta).
  • Troque a camiseta por uma camisa de mangas longas e o jeans surrado por um modelo com lavagem escura e corte reto.
  • Se você não é professor de educação física, não tem desculpa para trabalhar de tênis. Então, é melhor evitar- mesmo o All Star, essa verdadeira febre. Ele deixa com um ar muito colegial. No mínimo, use um sapatênis.

Mulher

  • Cuidado com o figurino romântico demais. Babados, laços, estampas fofinhas fazem você parecer uma colegial, não uma profissional tarimbada.
  • Usar um pouco de maquiagem levanta qualquer visual.
  • Não abuse das bijuterias com apelo étnico. No trabalho, menos é sempre mais.
  • Nunca, em hipótese alguma, vá trabalhar de tamanco ou rasteirinhas de dedo. Flagrar alguém de "crocs" deveria dar demissão por justa causa.

*

"Descomplique"
Autora: Vanessa Barone
Editora: Leya
Páginas: 144
Quanto: R$ 31,40 (preço promocional*)
Onde comprar: 0800-140090 ou na Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página