Saltar para o conteúdo principal
 
22/12/2010 - 10h37

Livros e filmes para público adolescente foram destaque em 2010

da Livraria da Folha

Os adolescentes, ou jovens adultos, têm dominado os lançamentos de livros e filmes. Grande parte dos produtos produzidos apresenta este como seu público alvo, ou tentam atraí-lo de alguma forma. Eles são vorazes consumidores e, quando adotam algo como seu favorito, o defendem a todo custo.

Este é o caso da "Saga Crepúsculo", que extrapolou as faixas etárias e tem fãs de todas as idades. Seu sucesso passou das páginas escritas por Stephenie Meyer e seguiu para as telas dos cinemas. Em 2010, a estreia do terceiro filme da série foi recebida com olhos um pouco melhores.

Divulgação
Taylor Lautner (o lobisomem Jacob), Kristen Stewart (Bella) e Robert Pattinson (o vampiro Edward) no longa "Eclipse"
Taylor Lautner (o lobisomem Jacob), Kristen Stewart (Bella) e Robert Pattinson (o vampiro Edward) no longa "Eclipse"

Muitos críticos consideraram "A Saga Crepúsculo: Eclipse" o melhor longa e um amadurecimento da história. A febre também pode ser vista pela histeria que tomou conta das ruas do Rio de Janeiro quando o casal principal, Robert Pattinson e Kristen Stewart, esteve na cidade para gravar cenas do quarto e do quinto filme, as duas partes de "Amanhecer".

Este mesmo grupo conseguiu desbancar o poderoso filme de James Cameron, "Avatar", do topo das bilheterias norte-americanas. O romance escrito por Nicholas Sparks e estrelado por Channing Tatum e Amanda Seyfried, conquistou corações com sua trama sobre namorados separados pela guerra. "Querido John" repetiu o feito nas listas de mais vendidos nacionais.

O sucesso puxou outro livro do mesmo autor e que também esteve nas telas este ano. "A Última Música", contando a história de uma adolescente rebelde que redescobre o amor onde menos espera, também foi escrito por Sparks. No cinema, teve Miley Cyrus no papel principal, marcando a sua despedida de Hannah Montana.

O cinema nacional também descobriu esse filão e preparou uma série de filmes para o público teen. Entre eles, o destaque fica para "As Melhores Coisas do Mundo". Tendo como base os livros de Gilberto Dimenstein e Heloisa Prieto, Laís Bodanzky faz um retrato da adolescência, mostrando os problemas enfrentados pelos jovens brasileiros. Drogas, homossexualidade, namoro, primeira vez, bullying, tudo tem espaço no delicioso filme.

 
Voltar ao topo da página