Saltar para o conteúdo principal
 
14/01/2011 - 20h05

Após raspar cabelo, Monique Evans rompeu com Lobão por ciúme de chacrete, conta livro

da Livraria da Folha

Letícia Moreira/Folhapress
Lobão lança sua autobiografia, escrita em parceria com o jornalista Claudio Tognolli
Lobão lança sua autobiografia, escrita em parceria com o jornalista Claudio Tognolli
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Siga a Livraria da Folha no Twitter

Um retrato da efervescência cultural do Rio nos anos 80. É o que compõe o cantor Lobão na sua recém-lançada autobiografia "50 Anos a Mil".

Em 1984, ele tinha a banda Lobão e os Ronaldos, da qual fazia parte a tecladista holandesa Alice Pink Pank (ex-Gang 90 e As Absurdettes), com quem o cantor teve um romance, cujos detalhes ele faz questão de contar no livro.

Foi nessa época que ele conheceu Chico de Paula, que tinha o projeto de fazer um filme reunindo a incipiente geração de atores, artistas plásticos, músicos e poetas. Entre os nomes da turma, estavam Luís Fernando Guimarães, Regina Casé, Diogo Vilela, Titãs e Monique Evans.

Divulgação
Autobiografia do cantor Lobão tem quase 600 páginas
Livro sobre cantor e compositor Lobão tem quase 600 páginas

O encontro com a modelo evoluiu para um namoro. No verão de 1985, Monique chegou a raspar o cabelo "numa briguinha de ciúmes", como relata Lobão, ela abandona o projeto do filme e, no Carnaval, rompe com o cantor após o assédio de uma chacrete em um baile no Monte Líbano. Nesse período, o músico estava no auge com hits "Me Chama" e "Corações Psicodélicos".

Leia um trecho de "50 Anos a Mil", referentes às páginas 271 a 275. O livro traz fotos da trajetória do autor de "Decadence avec Elegance", como a imagem em que ele aparece com Monique na época do namoro e ela com o cabelo raspado.

*

Enquanto isso, os ensaios na casa do Chico estavam indicando que seria inevitável um romance com a Monique...

Começamos a namorar. Eu estava apaixonado e ela me parecia que também estava gostando de mim.

Apesar de nós vivermos em dois mundos completamente diferentes, conseguimos nos entender...por algum tempo...

Numa briguinha de ciúmes, ela vai, raspa a cabeça e sai do projeto do Chico. Mas nós continuamos namorando.

Apareceu uma pequena turnê por São Paulo e ela foi comigo.

Passei a dormir no apartamento dela, mas conservava a minha base na Praia.

As filmagens do Areia já haviam começado, e eu, arrependidíssimo de ter aceitado atuar. Estávamos no meio do verão carioca, as filmagens eram no Cais do Porto.

Era um período que estava consumindo muita cocaína, exceto ao lado da Monique, que tinha aversão. Mesmo assim, arranjava uma brecha pra pisar na jaca...

(...)

Depois de um verão inteiro de filmagem, estava livre e curioso pra ver o resultado. O Carnaval chega e eu continuava morando na Praia.

Edu Moraes/Record
Modelo e apresentadora Monique Evans, 54 anos, namorou Lobão nos anos 80
Modelo Monique Evans, 54, namorou Lobão nos anos 80

Rolou um convite pra ir ao baile do Monte Líbano...Monique combinou de passar no hotel, toda coberta de lantejoula, a cabeça inteiramente raspada, não poderia estar mais linda nem mais emburrada com a minha pessoa...E, nesse clima, nos mandamos para o baile. Logo ao adentrar o salão, encontro uma chacrete muito amiga minha, que, em cima de uma mesa, me acenava animada...

Monique não gostou nada daquela chamadinha, se manda para o camarote de um então famoso apresentador de TV...saí atrás dela. Chego no camarote e o clima era tenso...A reboquei pra fora do camarote e pedi a ela que me levasse pro hotel...

Nós fomos em direção ao conversível, ela me leva até a entrada do hotel, acabamos discutindo...De repente, estava tudo acabado.

No dia seguinte tinha a Passarela do Samba...Estava no meu quarto cheirando umas fileiras quando o Neville me aparece na portaria a me chamar. Nós havíamos combinado com nossas respectivas ex-esposas ir juntos pra Sapucaí.

(....)

Bebia profissionalmente... foi então que percebi que estava com uma certa dor de cotovelo. E comecei a pensar na Monique, que por sinal desfilaria na última escola como madrinha da bateria da Mocidade Independente. A escola se sagraria campeã daquele ano. Quando vejo a Monique exuberante no meio da passarela, não resisti, saí correndo pelos corredores dos camarotes, trôpego a gritar, Moniquê, me perdoa, Moniquê...e saí em direção da concentração pra ver se pegava o bloco da rapinha que entrava na passarela assim que a última escola passasse. Não tive dúvida: passei pela cancela e saí adernando pela avenida a gritar, Moniquê!!!

Ainda dava pra ver a Mocidade na Praça da Apoteose ainda em suas últimas evoluções. Não consegui alcançar mais a Monique...

Maria do Carmo/Folhapress
Lobão conta, em autobiografia, suas experiências com drogas e relacionamentos turbulentos
Lobão relembra carreira e conta, em autobiografia, experiências com drogas e relacionamentos turbulentos

*

"50 Anos a Mil"
Autor: Lobão
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 400
Quanto: R$ 50,90 (preço promocional, por tempo limitado)
Onde comprar: 0800-140090 ou na Livraria da Folha

 
Voltar ao topo da página