Saltar para o conteúdo principal
 
21/07/2011 - 19h00

Jingle ainda é a melhor arma eleitoral; relembre alguns

da Livraria da Folha

Com o advento de redes sociais conectadas e outros elementos impensáveis 30 anos atrás, um recurso do século passado ainda é uma arma decisiva nas campanhas: o jingle.

Divulgação
Jingle benfeito pode ser decisivo para a conquista do eleitorado
Jingle benfeito pode ser decisivo para a conquista do eleitorado

A popularização de novas mídias não colocou fim nas músicas eleitorais. Pelo contrário. Elas invadiram a internet e ainda influenciam o resultado das urnas.

Em "Jingles Eleitorais e Marketing Político: Uma Dupla do Barulho", Carlos Manhanelli apresenta um estudo dos jingles veiculados nas eleições presidenciais entre 1930 e 2010, de Getúlio Vargas a Dilma Roussef.

Especialista no uso das pesquisas para definir a estratégia dos candidatos e professor da Universidade de Salamanca, na Espanha, Manhanelli também é autor de "Eleição é Guerra", "Estratégias Eleitorais" e "Marketing Pós-Eleitoral".

Um bom jingle, mesmo décadas depois do fim de uma candidatura, continua na memória do eleitorado. Ouça algumas das músicas mais famosas do Brasil.

Visite a estante dedicada às ciências humanas
Siga a Livraria da Folha no Twitter

*

Jânio Quadros

Jânio

Ademar de Barros

Ademar

Eymael

Eymael

Lula - 1989

Lula

Fernando Collor -1989

Collor

Fernando Henrique Cardoso - 1994

FHC

 
Voltar ao topo da página