Saltar para o conteúdo principal
 
28/10/2011 - 20h00

Repórter especial da Folha dá dicas de escrita; ouça

FABIO ANDRIGHETTO
da Livraria da Folha

A repórter especial Laura Capriglione, em entrevista à Livraria da Folha, deu dicas de como escrever um texto interessante e bem redigido. Além de alertar sobre o uso de adjetivos, a jornalista comentou o verbete "nariz de cera", do "Manual da Redação".

Folhapress
Laura Capriglione em seus primeiros anos de Folha.
Jornalista Laura Capriglione, repórter especial, em seus primeiros anos de Folha de S.Paulo

O manual traz os padrões de escrita recomendados pela Folha e anexos sobre jargões médicos, jurídicos, legislativos, religiosos, econômicos, estatísticos e matemáticos, estrangeirismos e siglas.

"Você dar uma explicação anterior, você circunstanciar a notícia e tal, antes de dá-la, o que acaba acontecendo é que a pessoa se desinteressa e para de ler. É um risco que você, como jornalista de jornal ou da internet, não pode correr."

Laura Capriglione

Leia, abaixo, o verbete extraído do exemplar.

Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça a página da Livraria da Folha no Facebook

*

Divulgação
16ª edição foi revisada e atualizada conforme Novo Acordo Ortográfico
16ª edição foi revisada e atualizada conforme Novo Acordo Ortográfico

nariz de cera - parágrafo introdutório que retarda a entrada no assunto específico do texto. É sinal de prolixidade. Na Folha, evite em qualquer tipo de texto e não use em texto noticioso. Um exemplo:

A astronomia já viveu grandes revoluções em sua história. Das esferas de cristal, que sustentavam os astros em seus pontos fixos, à revolução de Nicolau Copérnico (1473-1543) e às elipses de Johannes Kepler (1571-1630), muitos séculos de observação foram necessários para mudar a imagem do céu.

O século 20 não poderia fugir à regra. Uma descoberta anunciada na semana passada pela revista "Nature" confirma o padrão. Astrônomos do Observatório Austral Europeu (ESO, na sigla em inglês) detectaram o primeiro planeta fora do Sistema Solar.

Poucos leitores ultrapassariam o obstáculo para chegar ao segundo parágrafo, que abriga a notícia propriamente dita. Note que é impossível extrair um bom título exclusivamente das informações do primeiro parágrafo.

*

"Manual da Redação"
Autor: Folha de S.Paulo
Editora: Publifolha
Páginas: 392
Quanto: R$ 34,90 (preço promocional*)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

 
Voltar ao topo da página