Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/01/2012 - 12h15

Graça Foster é indicada para substituir Gabrielli na Petrobras

Publicidade

PEDRO SOARES
DO RIO

Atualizado às 12h40.

A Petrobras confirmou nesta segunda-feira a indicação da atual diretora de Gás e Energia da companhia, Maria das Graças Foster, para presidir a estatal. Ela vai substituir o atual presidente, José Sérgio Gabrielli, que está no cargo desde 2005, conforme antecipou a "Globonews".

O nome de Graças Foster tem de ser aprovado pelo Conselho de Administração, órgão responsável pela eleição do presidente e dos diretores da companhia.

Governador da Bahia confirma convite a Gabrielli

Em nota, a estatal informou que o presidente do Conselho de Administração da Petrobras, o ministro Guido Mantega (Fazenda), "já manifestou que vai encaminhar como proposta a ser apreciada na próxima reunião do mesmo, a se realizar dia 9 de fevereiro próximo, a indicação [de Foster para presidir a Petrobras]".

"Uma vez o assunto em questão seja aprovado pelo conselho, a companhia dará ampla divulgação do fato", diz a nota.

Desde que assumiu a presidência da República, Dilma Rousseff sempre teve a intenção de nomear sua ex-auxiliar para o posto. Por orientação do ex-presidente Lula, ela aceitou manter Gabrielli por um período de transição de cerca um ano.

Sérgio Lima - 20.nov.07/Folhapress
A diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Foster, que deve assumir a presidência da empresa
A diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Foster, que deve assumir a presidência da empresa

Foi por indicação da presidente que Foster ganhou, a partir de 2003, posições de destaque. Trabalhou com Dilma no começo do governo Lula, quando ela era ministra de Minas e Energia. Depois, presidiu duas subsidiárias da estatal, a Petroquisa e a BR Distribuidora, antes de assumir a diretoria de Gás e Energia da empresa-mãe.

Foster é de estreita confiança da presidente e elas são amigas pessoais. Ela tem perfil semelhante ao de Dilma. Construiu fama de gerente eficaz e durona, fixa metas e cobra resultados

CARGO NA BAHIA

Após deixar a presidência da Petrobras, Gabrielli poderá assumir uma secretaria estadual na Bahia. O convite foi feito pelo governador Jaques Wagner (PT).

Segundo o governador, Gabrielli e Maria das Graças vão percorrer diversos países da Europa comunicando investidores e clientes da mudança. O objetivo é evitar especulação e acalmar o mercado.

Colaboraram VENCESLAU BORLINA FILHO, de São Paulo, MÁRCIO FALCÃO, de Brasília, e ANDREIA SADI, do Painel

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página