DE SÃO PAULO

A Philip Morris afirmou que quer parar de vender cigarros tradicionais no Reino Unido.

A fabricante publicou um an√ļncio em jornais brit√Ęnicos dizendo que esta √© a "resolu√ß√£o de Ano Novo" da empresa, segundo a BBC.

"A Philip Morris √© conhecida por seus cigarros. Todo ano, muitos fumantes desistem dele. Agora √© a nossa vez", afirma o an√ļncio.

A empresa pretende substituir os produtos tradicionais por cigarros eletr√īnicos e tabaco aquecido (nova vers√£o eletr√īnica que n√£o libera fuma√ßa, mas sim vapor) para atender √†queles que decidirem continuar fumando. Hoje, s√£o 7,6 milh√Ķes os tabagistas no Reino Unidos.

At√© hoje, a companhia investiu ¬£ 2,5 bilh√Ķes –o equivalente a cerca de R$ 11 bilh√Ķes, na cota√ß√£o atual– em pesquisa e desenvolvimento desses novos produtos.

No an√ļncio, a empresa ainda afirma que ir√° oferecer apoio a servi√ßos de antitabagismo em regi√Ķes onde as taxas de fumantes s√£o mais altas, e que ir√° pedir permiss√£o a autoridades para colocar nas embalagens informa√ß√Ķes sobre como parar de fumar ou fazer a troca para vers√Ķes eletr√īnicas.

Cr√©dito: Reprodu√ß√£o Philip Morris divulga an√ļncio no Reino Unido em que diz querer parar de vender cigarros tradicionais

RAIO-X Philip Morris International / 3¬ļtri.2017

Receita l√≠quida US$ 19,4 bilh√Ķes
Lucro líquido US$ 1,9 bilhão
Fatia de mercado 15,5% no mundo, excluídos os EUA
Funcion√°rios 3.000, no Brasil
Principais concorrentes no mundo, Altria, British-American Tobacco, Imperial Tobacco, Japan Tobacco; no Brasil, Souza Cruz

Coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.