Caminhões puxam alta de 24,6% na produção de veículos em janeiro

Resultado era esperado com bom desempenho do agronegócio

Máquinas agrícolas durante colheita de cana-de-açúcar no interior de São Paulo
Máquinas agrícolas durante colheita de cana-de-açúcar no interior de São Paulo - 19.jun.2012/Divulgação
Eduardo Sodré
São Paulo

A produção de veículos cresceu 24,6% em janeiro na comparação com o mesmo mês de 2017. O dado foi divulgado nesta terça-feira (6) pela Anfavea, associação que representa as montadoras instaladas no Brasil.

O cálculo inclui carros de passeio, comerciais leves, caminhões e ônibus.

O setor de veículos pesados apresenta os melhores resultados, com alta de 57,2% na produção de caminhões e destaque para os modelos com maior capacidade de carga, que cresceram 74,5%.

A Anfavea esperava o resultado, devido ao ciclo de troca de produtos e aos bons resultados acumulados no agronegócio.

"O agronegócio ainda vai puxar o setor de veículos de carga ao longo de 2018, mas vemos também recuperação no varejo, que melhora a comercialização de outros tipos de caminhões [menores]", afirma Luiz Carlos Moraes, vice-presidente da Anfavea.

Na comparação com dezembro de 2017, a alta na produção foi mais modesta, de 1,5%.

As vendas totais subiram 23,1% em janeiro sobre igual período de 2017. Já o licenciamento de caminhões teve alta de 54,8%. Ao todo, foram licenciados 175,9 mil veículos leves e 6.076 pesados no mês passado.

Com a retomada da produção que ocorreu durante 2017, houve aumento de 1,7% no número de funcionários nas montadoras na comparação entre os meses de janeiro. As fabricantes empregam hoje 128,9 mil trabalhadores.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.